Cerca de 150 estudantes passam mal depois de comer maionese

Estudantes foram encaminhados para a UPA com diarréia, vômito e febre. Eles haviam ingerido alimento à base de maionese em almoço na escola

Cerca de 150 alunos, de 6 à 17 anos, da Escola Estadual José Leandro, no distrito de Santa Rita, em Ouro Preto, na Região Central de Minas, foram encaminhadas, nesta quarta-feira (5), para a Unidade de Pronto Atendimento(UPA) com sintomas de intoxicação alimentar. Segundo a unidade de saúde, os estudantes, que têm entre seis e 17 anos, deram entrada com diarreia, vômitos e febre após ingerir um prato à base de macarrão e maionese na escola.

A Secretaria Municipal de Educação encaminhou as crianças e os adolescentes para a UPA e acionou a Vigilância Sanitária para averiguar as causas do ocorrido. Segundo a Vigilância Sanitária, a equipe esteve no local para recolher o alimento servido aos alunos, mas o material já havia sido totalmente consumido. Uma amostra de água foi coletada e encaminhada à Fundação Ezequiel Dias (Funed) para avaliação.

De acordo com a Secretaria Estadual de Educação, responsável pela merenda da escola, o cardápio é sugerido pela própria secretaria mas, neste dia, alguns ingredientes foram substituídos pelos próprios funcionários da instituição. O órgão confirmou a intoxicação dos alunos, mas afirmou que ainda não há confirmação da causa. Segundo a secretaria, as aulas foram suspensas até esta segunda (10), já que alguns funcionários também não passaram bem.

A UPA informou, nesta quinta-feira (6), que após a hidratação com soro, grande parte dos alunos já foi liberada e passa bem. O número de estudantes que permaneciam internados nesta tarde não foi informado.

Fonte: G1