CGU aponta expulsão de cinco servidores federais no Estado do PI

Este é o maior número de servidores expulsos nos quatro primeiros meses do ano desde 2007.

Um relatório divulgado ontem pela Controladoria Geral da União (CGU) revela que, em cinco anos, o Piauí teve 5 servidores de órgãos federais expulsos por ?práticas ilícitas comprovadas?. O Piauí se destaca ainda porque este ano foi o único Estado onde nenhum servidor foi punido.

Em todo o país, entre janeiro e abril desde ano, 162 servidores federais foram expulsos de suas funções pelo exercício de práticas ilícitas. No mesmo período do ano passado, haviam sido registradas 121 expulsões.

Segundo o documento da CGU, este é o maior número de servidores expulsos nos quatro primeiros meses do ano desde 2007. Entre janeiro e abril, os órgãos federais tiveram 138 demissões, seis cassações e 18 destituições.

Entre as práticas ilegais registradas pelos servidores afastados estão uso indevido do cargo, improbidade administrativa, recebimento de propina e abandono de cargo.

O Rio de Janeiro, mostra o relatório, segue como o Estado com o maior número de demissões. Até agora, foram registradas 26 punições administrativas no Estado. São Paulo e Distrito Federal, com 18 casos cada, vêm em seguida.

A CGU revela, ainda, que entre os órgãos com mais expulsões está o Ministério do Planejamento Social, com 915 servidores expulsos desde janeiro de 2003 - 31 apenas neste ano.

Depois, aparecem Ministério do Meio Ambiente e Ministério da Justiça. O documento sobre as demissões de servidores é divulgado mensalmente pela CGU e reúne informações sobre demissões, destituições de cargos comissionados e cassações de aposentadorias.

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte