Chapecoense: IML colombiano já identificou 42 corpos

Cropos podem ser liberados na quinta, informa o diretor do IML.

A reconhecimento dos corpos das 71 vítimas do acidente aéreo sofrido pela delegação da Chapecoense teve início nesta quarta-feira (30), sendo que 42 deles já foram identificados durante a manhã. De acordo com o diretor do IML colombiano, Carlos Eduardo Valdés, 12 equipes trabalham no processo.

O número de identificados foi divulgado pelo ministério de Relações Exteriores e pela embaixada brasileiro na Colômbia. O chanceler José Serra chegará ao país por volta das 16h e participará das homenagens aos mortos em Medellín nesta quarta. A expectativa é que os corpos das vítimas comecem a ser liberados para o translado ao Brasil na próxima quinta (01).

O  embaixador brasileiro na Colômbia, Julio Bitelli,  informou que a Polícia Federal brasileira trouxe dados de impressões digitais das vítimas para auxiliar na identificação. Anteriormente, como estava previsto, os familiares pegariam um avião para fazer o reconhecimento dos corpos. 

"Em um primeiro momento, se pensava que seria preciso a presença de familiares para ajudar na identificação dos corpos. As condições em que o acidente ocorreu que permitiram que os corpos fossem recuperados em estado de fácil reconhecimento. Junto com o fato de que a polícia federal brasileira já trouxe para Medellín as fichas datiloscópicas de todos os brasileiros,o que permite o processo de identificação por digital, o que torna mais fácil e que possa prescindir dessa etapa tão traumática que é o familiar reconhecer se um ente querido em circunstâncias tão trágicas", explicou. 

A Força Aérea Brasileira possui dois aviões de prontidão em Manaus, no Amazonas, à espera do fim do processo de reconhecimento dos corpos para realizar o transporte de Medellín para o Brasil.

Resgate de corpos
Resgate de corpos
Helicóptero chega para resgatar corpos
Helicóptero chega para resgatar corpos





Fonte: Com informações do Sportv