China pode ultrapassar Alemanha como mercado de carros de luxo

A BMW conseguiu um aumento de 40% em comparação a 2010.

Quem ninguém duvida do potencial econômico da China, isso é óbvio, mas ainda há alguns segmentos nos quais ela não conseguiu a ponta da tabela. O mercado de carros de luxo é um desses, mas até o final do ano ela já deve ser a segunda, ultrapassando a Alemanha, segundo analistas.

A analista de pesquisa da companha LMC Automotive, Jenny Gu, disse ao canal de notícias Bloomberg que a estimativa é que a China venda 939 mil unidades do segmento de luxo em 2011, enquanto a Alemanha deve ficar em torno de 914 mil.

O poder dos novos ricos na China é provado uma vez que as vendas de carro no gigante asiático caíram se comparadas a anos anteriores, mas o segmento de luxo aumentou 39% e segundo Gu, é esperado um aumento de 16% em 2012, contra apenas 4,4% no mercado alemão. "A demanda por carros de luxo ainda está em crescimento na China com baixas taxas de penetração", disse Gu.

"As vendas desses carros em mercados desenvolvidos como a Alemanha flutuam de acordo com o ciclo econômico", completou. Entre as marcas premium, a líder no mercado chinês é a Audi que responde por uma fatia de 35% do mercado, tendo vendido até o final de novembro, 283,6 mil carros.

A BMW conseguiu um aumento de 40% em comparação a 2010 e manteve a segunda posição com 200.699 vendas, seguida pela Mercedes-Benz, com a terceira posição e 170.122 carros entregues, um aumento de 31% em comparação ao último ano.

Fonte: UOL