Chuva não tira o ânimo da Parada Gay em São Paulo

Uma mulher, ainda não identificada, foi presa em flagrante com 167 fracos de lança perfume

A chuva que atinge São Paulo desde cerca das 13h deste domingo ganhou intensidade no decorrer da tarde, mas nada foi capaz de abalar os participantes da Parada do Orgulho LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais). Eles se refugiavam em marquises e seguiam acompanhando os trios elétricos de música eletrônica. Alguns usavam capas de chuva, outros apenas guarda-chuvas e muitos nem davam atenção para a precipitação.

Com o lema "Amai-vos Uns aos Outros: Basta de Homofobia", a 15ª Parada do Orgulho LGBT começou ao meio-dia na avenida Paulista, em São Paulo. "Não é um carnaval fora de época, é uma festa da cidadania", disse o presidente da Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT), Toni Reis.

Uma mulher, ainda não identificada, foi presa em flagrante com 167 fracos de lança perfume e 57 pinos - pequenos frascos de 1 g - de cocaína. O caso foi registrado no 5º Distrito Policial e a suspeita deverá responder por tráfico de drogas. Durante o evento, a PM tem registrado ocorrências de furtos de carteiras e outros objetos pessoais. Ainda não há um balanço oficial da polícia.

Ao todo, 1,5 mil policiais, em sua maioria miliares, realizavam a segurança do evento, que chega ao seu 15° ano e é considerado o maior do mundo do tipo. A expectativa é de que a parada movimente cerca de R$ 175 milhões na cidade.



Fonte: Terra, www.terra.com.br