Chuvas intensas marcam o fim de semana

Nebulosidade marca fim de semana

O fim de semana do piauiense deve ser de chuvas intensas. Assim como esta sexta-feira que foi de muita nebulosidade, o sábado e o domingo tem previsão para chuvas, artigo raro durante estes meses de estação chuvosa. Neste sábado, por exemplo, as chuvas devem concentrar-se na faixa central do Estado de acordo com a previsão do Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC).

De acordo com o boletim divulgado pela Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semar) a tendência do tempo para o próximo fim de semana e a segunda-feira é de grandes ocorrências de chuvas intensas em alguns pontos do Piauí. A previsão aponta para temperatura máxima será de 35º C e mínima de 23º. A previsão é uma continuidade da previsão para esta semana que destacou as altas formações de nebulosidades do tipo cúmulos e cumulonimbus, excessiva troca de calor latente por sensível, temperatura extremas e sensação térmica acima da normalidade.

A previsão do CPTEC é que na faixa central do Piauí, assim como no nordeste da Bahia e Pernambuco, sul do Ceará, oeste da Paraíba, Sergipe e Alagoas haja bastante chuva. Outros institutos também preveêm pancadas de chuva tanto para o sábado como também para o domingo,com a diferença que no dia 11 as chuvas serão mais concentradas no centro do Estado, englobando Teresina também. Especificamente para Teresina é prevista chuva intensa no sábado e um domingo com muitas nuvens com curtos períodos de sol e pancadas de chuva com trovoadas.

Para o litoral do Estado também está prevista chuva intensa. De acordo com CPTEC há probabilidade de 80% de chuva para o sábado e domingo em Parnaíba com temperaturas podendo chegar aos 31º C no sábado e 30º C no domingo. As pancadas de chuva também estão previstas para Bom Jesus. No domingo a cidade do extremo sul do Piauí tem probabilidade de 90% para chuvas. Para o sábado e domingo há probabilidade de muitas nuvens com curtos períodos de sol e pancadas de chuva com trovoadas. (C.R.)

Fonte: Carlos Rocha, Jornal Meio Norte