Ciclista não vê fio com cerol e vai parar no hospital por ferir pescoço

Ciclista não vê fio com cerol e vai parar no hospital por ferir pescoço

Após ser atingida, a vítima recebeu ajuda médica no pronto-socorro de Santa Helena.

Uma moradora de Santa Helena, no sudoeste do Paraná, feriu o pescoço com um fio de cerol, mistura de cola com vidro moído, neste domingo (2). Conforme a Polícia Militar (PM), a mulher tinha saído de casa para ir ao supermercado e não percebeu o fio, que estava amarrado a uma altura de 2,5 metros do chão entre uma árvore e um poste, na região da praça Rui Barbosa.

Após ser atingida, a vítima recebeu ajuda médica no pronto-socorro de Santa Helena. Segundo os médicos, o corte foi superficial e a paciente foi liberada logo em seguida.

Desde outubro de 2009, uma lei estadual proíbe a fabricação e a comercialização de cerol ou qualquer outro produto cortante que possa ser aplicado para empinar pipas. O uso do produto pode causar acidentes com ferimentos graves e até a morte. O principal risco, segundo os policiais, é para ciclistas e motociclistas.

Fonte: G1