Cientistas afirmam ter achado o sapato mais velho do mundo

Cientistas afirmam ter achado o sapato mais velho do mundo

Os cientistas afirmam que o sapato está em perfeitas condições

Cientistas da Universidade College Cork, na Irlanda, afirmam ter encontrado o sapato mais antigo do mundo, com 5,5 mil anos, mil anos mais velho que a grande pirâmide de Gizé, no Egito. Segundo a instituição, uma equipe internacional de arqueólogos participou da descoberta, relatada nesta quarta-feira no jornal especializado PLoS ONE.

Os cientistas afirmam que o sapato está em perfeitas condições. O objeto é feito de uma peça única de couro e contém grama e os arqueólogos não têm certeza se pertencia a um homem ou a uma mulher porque, apesar de pequeno, poderia ter servido para um homem da época.

O sapato foi encontrado em uma caverna na província de Vayotz Dzor, na Armênia, próximo à fronteira com Irã e Turquia. Os arqueólogos afirmam que a condição da caverna - fria e seca - ajudou a preservar o sapato e outros objetos encontrados no local, inclusive recipientes com trigo, cevada e outros vegetais comestíveis.

"Inicialmente acreditamos que o sapato e os outros objetos tinham entre 600 e 700 anos por causa de suas boas condições. (...) Foi apenas quando o material foi datado em dois laboratórios de Oxford (no Reino Unido) e da Califórnia (nos Estados Unidos) que percebemos que o sapato era mais velho por algumas centenas de anos que o sapato de Ötzi, o homem de gelo", diz Ron Pinhasi, pesquisador da universidade. Ötzi foi um homem descoberto congelado nos Alpes e que teria cerca de 5,3 mil anos.

Fonte: Terra