Cliente acha gosma em suco, posta foto e assunto vira hit na web

Cliente acha gosma em suco, posta foto e assunto vira hit na web

Suco Ades tinha um fungo que provavelmente foi formado por uma fissura na embalagem

"Ontem abrimos uma garrafa de Ades de Uva para o Renan e logo que ele começou a beber falou que estava com gosto ruim e jogou fora. Como ele é muito enjoado e o Alan provou e disse que estava bom, deixei. À noite ele tornou a falar que estava ruim. Peguei e joguei tudo na pia. Qual não foi o meu espanto quando vi que depois de ter esvaziado a garrafa uma gosma começou a sair". Assim a carioca Ursula de Almeida descreve a experiência que teve no último domingo com um suco da marca Ades.

No dia seguinte, na segunda-feira pela manhã, Ursula entrou em contato com o SAC da Unilever, empresa fabricante do Ades, e foi informada que a tal gosma era um fungo que provavelmente teria sido formado por uma fissura na caixa. A consumidora foi orientada a descartar a embalagem e a aguardar um vale de R$ 5,00 para comprar uma nova bebida. ?Não fui mal atendida, mas me impressionou o fato de a menina tratar o fato com tanta naturalidade e não querer nem recolher a embalagem e o fungo para análise?.

Irritada com o tratamento recebido, a consumidora postou o caso no Facebook. E se assustou com a repercussão. Na noite de segunda já eram 7.000 compartilhamentos, além de muitos comentários não só em sua página, mas nas páginas do Ades e da Unilever. Às 18h00 desta quarta-feira eram mais de 150 mil compartilhamentos.


Cliente encontra

Segundo Ursula, algumas pessoas chegaram a duvidar do fato, achando que a foto era uma montagem. Mas ela garante que não e diz ter em casa o fungo e a caixa como prova.

Na terça-feira Ursula recebeu um telefonema da Unilever. Uma porta-voz da empresa afirmou que o processo de fabricação é muito correto e garantiu que o filho não enfrentaria problemas por ter bebido o suco. Diferentemente do primeiro contato, desta vez eles pediram a embalagem.

Hoje, um novo contato foi feito pela Unilever. A empresa informou que foi feita uma análise no lote do suco e não foi verificada nenhuma irregularidade. Segundo a consumidora, a companhia está certa de que se trata de um fungo e que o problema está na embalagem, que pode ter sofrido uma fissura durante o transporte ou armazenamento.

Eles insistem em recolher a embalagem, mas Ursula, decidida a acionar a empresa na Justiça, diz que pode fornecer uma amostra do fungo, mas precisa de um ok de seus advogados para saber se pode entregar a caixa.

A Unilever enviou o seguinte comunicado:

A Unilever, que detém a marca Ades em seu portfólio, esclarece que segue criteriosos procedimentos nas etapas de fabricação para oferecer produtos de qualidade.

A produção da bebida à base de soja Ades é feita em equipamentos fechados e com análises laboratoriais rigorosas.

Transporte ou armazenamento inapropriado pode gerar microfuros na embalagem por onde o conteúdo fica exposto ao meio externo e suscetível ao desenvolvimento de bolor ou fungo na presença de oxigênio.

Os produtos fabricados pela Unilever atendem todas as normas vigentes no Brasil, tanto com relação aos processos de fabricação, quanto aos ingredientes presentes, embalagens e rotulagem.

A Unilever está presente no Brasil há 83 anos e garante o mais alto padrão de qualidade de todos os seus produtos por meio de procedimentos rigorosos no controle das matérias-primas utilizadas e em todo o processo de fabricação e distribuição.

A empresa está à disposição dos consumidores para esclarecimentos por meio do telefone 0800-707-9977 ou e-mail [email protected]

Fonte: Época