Cocal: Após 3 anos, mais famílias atingidas por tragédia vão receber pensão do Estado

Cocal: Após 3 anos, mais famílias atingidas por tragédia vão receber pensão do Estado

Hoje, um total de 224 famílias já recebem a pensão. Este número deve aumentar em 275.

O número de vítimas do desastre da Barragem de Algodões a receberem pensões será ampliado. O aumento será feito por meio de um cadastro realizado pela equipe da Secretaria da Assistência Social e Cidadania (Sasc), realizado na região de Cocal, com o apoio da Associação das Vitimas da Barragem de Algodões ? Avaba. As famílias devem receber o benefício já no mês de outubro.

Hoje, um total de 224 famílias já recebem a pensão. Este número deve aumentar em 275. Porém, por conta de erros cadastrais, o número de beneficiados fica em 224. Para chegar a 275, 25 famílias ainda têm que regularizar algumas pendências cadastrais, que vão desde a pequenos erros nos números da identidade até a falta de documentação.

?Estamos contando agora com a ajuda da Avaba para concluir estas pendências o mais rápido possível para dar continuidade ao processo e mais famílias sejam contempladas. Assim, até o final de outubro todas as famílias deverão receber o referente ao mês de setembro?, explica Aniele Cavaleiro de Caldas, diretora da Unidade de Proteção Social Especial da Sasc.

Nessa semana, a equipe da Secretaria de Assistência Social vai até a localidade para agilizar esse processo cadastral para que as famílias recebam a pensão em breve. Aniele Cavaleiro de Caldas reforça que além da pensão, a Sasc mantém uma casa de apoio às vítimas da barragem em Cocal e realiza atendimento psicossocial às famílias atingidas pelo desastre de Algodões.

?Estamos trabalhando junto à comunidade para garantir que todos tenham os seus direitos sociais preservados e possam sair da atual situação de vulnerabilidade social?, explica. Para 2013, a Sasc já estuda novos projetos de capacitação e geração de renda direcionados aos moradores da região da barragem.

Fonte: Aline Damasceno