Coletivos serão vistoriados após reclamações na capital

Outra reclamação são os atrasos constantes, que giram em torno de 40 minutos no decorrer da semana

Ônibus velhos e as panes constantes, esta tem sido a realidade enfrentada por quem usa os transportes coletivos no bairro Mocambinho, zona Norte de Teresina. A frota precisa de renovação, é o que mostraram as imagens do programa Agora da Rede Meio Norte, nesta quinta-feira, 20.

?Você tem que entrar no ônibus e rezar pedindo a Deus para ele não quebrar, senão você chega atrasado no seu compromisso. Está tudo sucateado, tudo quebrado, quando chove a água cai dentro do ônibus?, as queixas são de um usuário, do bairro Mocambinho.

Outra reclamação são os atrasos constantes, que giram em torno de 40 minutos no decorrer da semana. ?No final de semana ele chega a demorar duas horas. Tem muita gente que volta sem pegar o ônibus?, reclama um morador do bairro ao afirmar que nos horários de pico os ônibus lotam e nem param nos pontos.

O diretor de trânsito da Strans, Ricardo Freitas, diz que a fiscalização está sendo intensificada focando nas áreas mais problemáticas e que as empresas serão punidas pelo descumprimento das normas. ?Nós vamos iniciar, talvez esta semana, um processo de vistoria na frota. A primeira empresa a ser vistoriada será esta?, ao fazer a afirmação o diretor de trânsito referiu-se à empresa Teresinense, que, segundo ele, "tem sido recorde de denúncias junto ao órgão".

?Nós estamos vendo que tem muita reclamação relacionada ao descumprimento de horário e estado de conservação, o que está gerando quebra do ônibus?, completa.

De acordo com Ricardo Freitas, os veículos, após a vistoria, somente serão liberados para trafegar se estiverem em condições adequadas para oferecer um mínimo de conforto e segurança.

Fonte: Denison Duarte