Com baixo estoque, Hemopi precisa de 200 doações

Com baixo estoque, Hemopi precisa de 200 doações

O estoque do local está abaixo da média e necessita de pelo menos 600 bolsas.

O Carnaval está chegando e uma das principais preocupações do Centro de Hematologia e Hemoterapia do Piauí é manter o número necessário de bolsas de sangue para os cinco dias de festa. O estoque do local está abaixo da média e necessita de pelo menos 600 bolsas para suprir a demanda do período.

Com a campanha ?Antes de pular o carnaval, dê um pulo no Hemopi?, a expectativa da direção do Hemocentro é que sejam recebidas por dia cerca de 200 doações, a exemplo da campanha realizada no ano passado, totalizando, no final da semana, aproximadamente mil doadores. ?Nós temos os doadores fidelizados, mas para esse período não é suficiente, por isso precisamos da ajuda da população para atingir a nossa meta?, disse Maria Teixeira, do Hemopi.

A campanha teve início na segunda-feira, 04, com a distribuição de camisas com a temática doação de sangue, com o objetivo de divulgar a campanha entre a população da cidade e consequentemente incentivar esse ato de solidariedade entre os teresinenses. ?A situação do Hemopi está preocupante, pois nesse período além do aumento da demanda há a diminuição do número de doadores, por isso precisamos nesta semana que antecede os cinco dias de festa manter nossos estoques em nível seguro?, pontuou Maria.

O Centro de Hematologia e Hemoterapia do Piauí (Hemopi) atende para doações de sangue de segunda a sábado das 7h às 18h, inclusive aos feriados, e fica situado na Rua Primeiro de Maio, 235/c, ao lado do Hospital Getúlio Vargas.

Para doar sangue é preciso estar se sentindo bem (ter dormido pelo menos 6h na noite anterior à doação), não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 12 horas, estar alimentado e apresentar documento oficial com foto. Homem pode doar a cada 2 meses e 4 doações em um ano, já a mulher pode doar a cada 3 meses, sendo três ao ano.

Fonte: Pollyana Carvalho