Com gêmeas doentes, pai descobre que poderá doar fígado apenas para uma

Enquanto a caçada continua, uma equipe de médicos do Hospital Geral de Toronto vai agora decidir qual das meninas vai receber o transplante.

Uma família canadense precisa tomar uma escolha difícil. As gêmeas Binh e Phuoc, de três anos, portadoras da síndrome de Alagille (doença genética que afeta fígado, coração e outros órgãos) precisam de um transplante de fígado, mas só o pai Michael Wagner é compatível. O problema é que ele só poderá doar parte do órgão para uma das meninas.

Naturais do Vietnã, as irmãs foram adotadas aos 18 meses, após Michael e a mulher, Johanne, que vivem em Ontário, verem que elas estavam em más condições de saúde em um orfanato.

O casal que já tem cinco filhos biológicos, é apaixonado pelas meninas e está sofrendo com a situação. Tanto que os dois começaram uma página no Facebook em uma tentativa de encontrar um candidato à doação.

Enquanto a caçada continua, uma equipe de médicos do Hospital Geral de Toronto vai agora decidir qual das meninas vai receber o transplante.

“Nós dissemos aos médicos que não queríamos ser sobrecarregados com a tomada de decisão”, disse Johanne, acrescentando que médicos são esperados para realizar a cirurgia em cerca de duas semanas, mas a família ainda não conseguiu encontrar um segundo doador.

Apesar dos problemas de saúde, Johanne não se arrepende de sua decisão de ter adotado as meninas. “Nós olhamos para trás e não temos do que lamentar. Gostaríamos de ir por esse caminho mais uma vez. Elas nos ensinaram a suavidade, ensinaram nossos filhos a compreensão e a partilhar. Tem sido nada além de uma bagunça maravilhosa”.

Fonte: Extra