Com medo de novos tremores, turcos passam a noite na rua

Com medo de novos tremores, turcos passam a noite na rua

Terremotos que atingiram a Turquia deixaram 3 mortos e 100 feridos deste quinta-feira (19)

Assustados com os terremotos que tiveram início na quinta-feira (19) na Turquia e continuaram até a manhã desta sexta (20), muitos moradores de diversas cidades Turcas preferiram passar a noite nas ruas.

Três pessoas morreram e mais de 100 ficaram feridas após um terremoto de 5,9 graus de magnitude registrado na noite desta quinta na parte ocidental da Turquia, informaram as autoridades locais. O epicentro do terremoto foi registrado na cidade de Simav, na província ocidental de Kutahya, e o tremor pôde ser sentido também nas províncias de Bursa, Istambul, Yalova e Izmir.

Nessas províncias, onde segue viva a memória do devastador terremoto de 1999, que deixou mais de 25 mil mortos, muitas pessoas saíram de suas casas e passaram a noite no lado de fora, ao redor de fogueiras.

Segundo o centro de pesquisas sísmicas de Kandilli, o terremoto aconteceu às 23h16 da hora local (17h20 de quinta-feira em Brasília) e foi seguido por pelo menos 50 réplicas até a manhã desta sexta (20), sendo a mais forte delas de 4,6 graus na escala Richter.

O ministro do Meio Ambiente turco, Veysel Eroglu, disse à emissora NTV que um jovem de 18 anos morreu após ser atingido por um muro que desmoronou, enquanto uma pessoa de 61 anos faleceu após um ataque cardíaco na região de Kutahya. Uma mulher morreu pelo mesmo motivo em Bursa, onde há 15 pessoas hospitalizadas.

- Segundo as primeiras informações, 79 pessoas ficaram feridas em Kutahya. A situação de uma delas é crítica.

A rede elétrica e a provisão de água foram interrompidas em Kutahya, o que causou problemas em um hospital local que assegura não poder atender os cerca de 40 feridos do terremoto devido à falta de energia.

Fonte: R7, www.r7.com