Volkswagen Up chega no Brasil com seis versões e nota máxima de consumo em todas elas; fotos

Volkswagen Up chega no Brasil com seis versões e nota máxima de consumo em todas elas; fotos

Alguns consultores já tratam o carrinho com o nome invertido (primeiro a versão)

O Conpet, programa de etiquetagem veicular do Inmetro, publicou no último dia 17 as notas de consumo de combustível do Volkswagen Up, subcompacto que será lançado no Brasil em 5 de fevereiro. Com os dados de eficiência energética, o Inmetro acabou revelando também a gama completa do modelo, algo que era mantido em segredo pela Volks-- são seis versões, com duas opções de transmissão.

O Up tirou A (melhor nota possível) em todas elas.

Como em 2013, o compacto Renault Clio foi o carro com motor a combustão mais bem avaliado pelo Inmetro quanto ao consumo; no geral, também a exemplo do último ano, dois modelos híbridos (motor a combustão conjugado a motor elétrico) ocupam o posto de carros mais econômicos do país -- o hatch médio Toyota Prius e sua contraparte de luxo, o Lexus CT200h (o Ford Fusion Hybrid não apareceu no novo estudo). A lista completa está no site do programa.

Confira os números do Up abaixo, separados por versão:

Up Take (câmbio manual):

Etanol: 9,1 km/l na cidade e 9,9 km/l na estrada

Gasolina: 13,2 km/l na cidade e 14,3 km/l na estrada

Up Move (idem):

Etanol: 9,1 km/l na cidade e 9,9 km/l na estrada

Gasolina: 13,2 km/l na cidade e 14,3 km/l na estrada

Up High (idem):

Etanol: 9,1 km/l na cidade e 9,9 km/l na estrada

Gasolina: 13,2 km/l na cidade e 14,3 km/l na estrada


Com os dados de eficiência energética, o Inmetro acabou revelando também a gama completa do modelo, algo que era mantido em segredo pela Volks-- são s

Com os dados de eficiência energética, o Inmetro acabou revelando também a gama completa do modelo, algo que era mantido em segredo pela Volks-- são s

Com os dados de eficiência energética, o Inmetro acabou revelando também a gama completa do modelo, algo que era mantido em segredo pela Volks-- são s

Com os dados de eficiência energética, o Inmetro acabou revelando também a gama completa do modelo, algo que era mantido em segredo pela Volks-- são s

Up Black, White e Red (manual):

Etanol: 9,1 km/l na cidade e 9,9 km/l na estrada

Gasolina: 13,2 km/l na cidade e 14,3 km/l na estrada

Up Move I-Motion (câmbio automatizado):

Etanol: 9 km/l na cidade e 10 km/l na estrada

Gasolina: 13 km/l na cidade e 14,4 km/l na estrada

Up High I-Motion (idem):

Etanol: 9 km/l na cidade e 10 km/l na estrada

Gasolina: 13 km/l na cidade e 14,4 km/l na estrada

Up Black, White e Red (idem):

Etanol: 9 km/l na cidade e 10 km/l na estrada

Gasolina: 13 km/l na cidade e 14,4 km/l na estrada

Todos os Up testados traziam o novo motor de três cilindros, 1 litro e 12 válvulas (de até 82 cv e 10,4 kgfm de torque com etanol), que estreou no Fox Bluemotion. O câmbio manual utilizado é o já conhecido MQ200, também utilizado por Gol, Fox, Voyage e Polo, entre outros. A transmissão automatizada I-Motion, já largamente usada pela Volks, é fornecida pela Magneti Marelli.

O QUE CADA UP TEM

UOL Carros apurou junto a concessionários da Volkswagen parte do conteúdo de cada uma das seis versões do Up. Leia a seguir um resumo dessas informações:

Take: Será a versão de entrada do modelo, que pode custar menos de R$ 28 mil já equipada com airbag e freios ABS, itens obrigatórios a partir deste ano, mas despida de itens de conforto como direção elétrica, vidros elétricos e alarme.

Move: Terá acabamento mais bem cuidado, incluindo travas e vidros elétricos de série, além de alarme e chave canivete, "mas ainda sem direção elétrica", segundo concessionários. Essa configuração deverá custar algo em torno de R$ 30 mil.

High: Segunda versão intermediária do modelo, acrescenta sistema de som (com leitor de MP3, USB e Bluetooth) e rodas de 15 polegadas ao pacote oferecido pela Move. O preço sobe para cerca de R$ 33 mil.

As versões topo, White, Black e Red (branco, preto e vermelho, referência à cor da carroceria e do interior), terão direção elétrica como item de série (nas outras, o equipamento será sempre opcional), além de ar-condicionado e acabamento interno diferenciado. O preços deverão ficar próximo a R$ 36 mil, sem contar opcionais.

Alguns consultores já tratam o carrinho com o nome invertido (primeiro a versão), formando locuções em inglês: Take Up, Move Up e High Up. Também segundo concessionários, o câmbio I-Motion acrescentará cerca de R$ 2.500 a cada versão. Será a estreia da caixa automatizada em conjunto com motor de 1 litro. Também é esperada uma versão aventureira do modelo (tipo cross), que deve ser lançada apenas no final desse semestre.


Com os dados de eficiência energética, o Inmetro acabou revelando também a gama completa do modelo, algo que era mantido em segredo pela Volks-- são s

UP Customizado.

O Up é o carro mais importante da Volks a ser lançado no Brasil desde o Fox, em 2003. Terá a missão de ser um "Fusca do século 21", herdando as vendas do Gol G4 e dividindo o topo dos emplacamentos da marca com o Gol, líder no mercado brasileiro há 27 anos. É também parte da estratégia da Volks para chegar à liderança global de vendas de veículos no máximo em 2018.

Fonte: UOL