Com posto a 70 km de distância, Timon apela para bombeiros de THE

Com posto a 70 km de distância, Timon apela para bombeiros de THE

Por ser uma cidade do Maranhão, Timon deveria ser atendida pelo posto do Corpo de Bombeiros da cidade maranhense mais próxima.

Delmar Andrade é morador de Timon e nunca precisou do auxílio do Corpo de Bombeiros, mas admite que caso precisasse ligaria imediatamente pedindo uma equipe de Teresina.

Isto porque, até então, Timon ainda não dispõe de um posto do órgão, com equipe e veículos adequados para trabalhar no combate a incêndios, acidentes nos quais precisa remover vítimas de ferragens, entre outras ações de resgate.

O Corpo de Bombeiros mais próximo no Estado do Maranhão fica localizado em Caxias, a 70 km da cidade, também a única guarnição na região dos Cocais. A distância é o maior empecilho para a resolução de casos, portanto, é Teresina a cidade que dá maior apoio em situações como essas.

De acordo com o comandante do Corpo de Bombeiros do Piauí, coronel Santos, equipe do Estado se desloca pelo menos duas vezes ao mês para atender o município vizinho.

?De janeiro a abril, foram nove situações que o Corpo de Bombeiros daqui precisou se deslocar até lá. Foram acidentes automobilísticos, incêndio em estabelecimentos comerciais, residências e vazamento de gás. Isto se dá por conta da proximidade. Quando há acidentes entre Timon e Caxias também somos acionados. Só não atendemos afogamentos porque é questão de polícia?, explica.

A ausência de uma equipe especializada como o Corpo de Bombeiros acaba motivando a ação da própria Polícia Militar, que acaba sendo acionada para resolver situações que, em muitos casos, não é de sua competência. É o que explica o comandante do 11º Batalhão da PM do Maranhão, major Medeiros.

?Certa vez entrou uma cobra na casa de uma moradora, uma jiboia, e ela ligou pra Polícia Militar. Nós temos alguns policiais com esse treinamento para atender casos quando necessário. Com exceção, é claro, de um acidentado, que quem atende é o SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência)?, explica.

Marcelo Carnib afirma que já viu muitos incêndios e até garante que a demora para o atendimento da equipe da vizinha cidade de Timon é rápido.

Mas é enfático ao dizer da importância para uma equipe mais próxima. ?Até que nos incêndios que já vi eles (Corpo de Bombeiros do Piauí) agiram rápido. Se demoraram, foi cerca de 30 minutos.

Mas, é claro, se tivesse uma unidade aqui em Timon, a eficiência seria bem maior?, reforça.

Fonte: Virgínia Santos