Grupo Serv Cozinha envia nota de esclarecimento; veja

""A água que acabou nos tanques não atrapalhou o trabalho dos profissionais”, diz Corpo de Bombeiros

?Não houve esse exagero de dificuldades. Coisinha normal, o que é muito comum, mas tudo foi resolvido a contento e o incêndio foi debelado, nada que comprometa o andamento da missão?, referiu-se o comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Antonio da Cruz, ao incêndio ocorrido no depósito da empresa Serv Cozinha na noite desta segunda-feira (9).

Inicialmente, ao lado do depósito, vizinhos perceberam que a fiação de um poste localizado na área interna da empresa estava pegando fogo por conta de um curto circuito. Além dos 20 minutos esperados para a chegada do Corpo de Bombeiros, os profissionais depararam-se com outra dificuldade, um esvaziamento dos tanques ocasionados por furos nas mangueiras. O comandante ratifica a sua fala durante entrevista à Rede Meio Norte dizendo que ?a água que acabou nos tanques não atrapalhou o trabalho dos profissionais?.

?O poste deu faísca e a vizinha disse: menino, desligue a televisão que o poste ?deu? faísca e a luz já começou a tremer!?, relata o Sr. Edilson, vizinho da Empresa.

Testemunhas afirmam que o fogo, ocorrido em grandes proporções, foi controlado com muita dificuldade. O incêndio se espalhou rapidamente em razão dos alimentos do depósito. Apesar do curto circuito, as causas reais, somente uma perícia poderá informar. O valor do prejuízo causado pelo incêndio não foi divulgado.

A direção do Serv Cozinha enviou nota de esclarecimento sobre o incêndio. Leia abaixo:

Sobre o incêndio ocorrido durante a noite desta segunda-feira, dia 09 de setembro de 2013 na sede do Grupo ServCozinha, informamos:

1) Felizmente, não havia ninguém trabalhando no local no momento do incidente e não houve feridos, somente prejuízos materiais. Apesar do susto, os Bombeiros controlaram as chamas de forma gradual e extinguiram o fogo no fim da madrugada.

2) Reiteramos aqui o esforço de todo o corpo de bombeiros apesar da precária falta de estrutura da corporação para situações de grandes proporções como esta, prejudicando diretamente o andamento do trabalho no controle do fogo e depreciando ainda mais a estrutura do prédio pela demora no controle do foco de incêndio devido a falta de equipamentos.

3) Não havia botijões de gás em nossas instalações, pois nossa estrutura serve apenas como depósito de materiais, estando nossas cozinhas industriais distribuídas nos locais onde prestamos serviços diretos.

4) Cabe a pericia do corpo de bombeiros, esclarecer os reais motivos do incêndio, não cabendo a nós especularmos as reais causas deste. Antes disso, qualquer comentário pode ser precipitado. Confiamos no trabalho da corporação e aguardaremos o tempo determinado pelos mesmos para divulgação do laudo.

5) Informamos a todos que a sede do grupo como estabelecimento comercial, segue preventivamente as normas definidas pela ABNT ? Associação Brasileira de Normas Técnicas e possui equipamentos de segurança contra incêndios aprovados pelo Inmetro.

6) Possuímos alvará de vistoria das instalações para funcionamento, expedida por autoridade do Corpo de Bombeiros, mantendo equipamentos de segurança (extintores, hidrantes, etc) dentro de nossas instalações.

Por fim, informamos que a ServCozinha, uma das maiores empresas de atuação no ramo de gêneros alimentícios no estado do Piauí e atuando em várias regiões do Brasil informa a todos os seus clientes no estado do Piauí que apesar do triste incidente, gerará todos os esforços necessários para voltar a sua normalidade de funcionamento dentro do menor prazo possível.









































Fonte: Denison Duarte