Comissão de vereadores cobra o uso de catracas na zona rural de Teresina

A proposta foi apresentada recentemente pela Strans, mas não agradou a Federação das Associações Comunitárias da Zona Rural

Uma comissão formada por três vereadores de Teresina cobrou da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito que sejam mantidas as catracas dos veículos que fazem linha para a zona rural do município. A proposta foi apresentada recentemente pela Strans, mas não agradou a Federação das Associações Comunitárias da Zona Rural.

Estiveram presentes à reunião os vereadores Paulo Roberto da Iluminação (PTB), Gilberto Paixão (PT) e Edilberto Borges Dudu (PT).

A Prefeitura de Teresina enviou oficio às empresas estabelecendo até o mês de março para efetivar a medida. Para os sindicatos, a mudança é prejudicial aos trabalhadores e estudantes que se deslocam diariamente ao centro da cidade e fazem uso da bilhetagem eletrônica. Eles questionam, por exemplo, a garantia a meia passagem.

Os parlamentares intermediaram o diálogo entre os representantes dos usuários e o superintendente de Transportes e Trânsito, Pang Yen Hsiao. O diretor de Transportes da pasta, Ricardo Freitas, também participou do encontro. ?A retirada das catracas representa um enorme retrocesso para o transporte público da capital, que já enfrenta inúmeros problemas. Por isso a ideia da Superintendência foi imediatamente rejeitada pelos moradores?, afirmou Paulo Roberto.

Ao final da reunião, a Strans assumiu o compromisso de reavaliar a proposta de remoção das catracas. Além dos vereadores, 14 presidentes de associações de moradores participaram do encontro.

Fonte: Savia Barreto