Comitê organiza ações para mobilização contra a dengue em Teresina

Uma de suas finalidades é a elaboração de programas permanentes.

Uma grande mobilização contra a dengue está programada para acontecer em todo o país no próximo dia 28 de novembro. Em Teresina, o planejamento das ações para o dia foi discutido hoje (17) pelo Comitê de Combate à Dengue, que se reuniu no auditório da Fundação Municipal de Saúde (FMS).

Entre as atividades para o dia, será feito o lançamento do projeto Dengue Zero, que tem por objetivo mobilizar escolas, instituições de saúde, Organizações não governamentais (ONGs) e a sociedade em geral para a realização de atividades espontâneas visando o combate ao Aedes aegypti, mosquito que transmite doenças como a dengue, chikungunya, zika e febre amarela.

“Para que a gente vença a luta contra o mosquito da dengue é preciso a colaboração de toda a sociedade, e o comitê trabalha para conseguir isso”, disse o presidente da FMS Francisco Pádua. “Devemos modificar nossos hábitos e isto requer uma ação contínua de educação em saúde. Por isso é importante traçarmos estratégias como esta”, explicou o presidente.

O Comitê de Combate à Dengue tem como objetivo mobilizar e sensibilizar a população para o risco da doença no município de Teresina. Uma de suas finalidades é a elaboração de programas permanentes e a promoção da integração das ações de controle da Dengue na atenção básica, com a mobilização do Programa de Agentes Comunitários de Saúde e Estratégia Saúde da Família.

Além disso, ele deve utilizar-se de instrumentos legais que facilitem o trabalho do poder público na eliminação de criadouros em imóveis comerciais, casas abandonadas e terrenos baldios e programar ações educativas contra a doença na rede de educação básica, técnica e superior, entre outras ações.

O Comitê é composto por membros do Conselho Municipal de Saúde, Atenção Básica, Secretaria Municipal de Educação, Secretaria Estadual de Educação, Fundação Hospitalar de Teresina, Diretorias das Regionais de Saúde, Vigilância Ambiental, Vigilância Sanitária, Superintendências de Desenvolvimento Urbano, Superintendência de Desenvolvimento Rural, Superintendência de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Secretaria Municipal da Juventude e Secretaria Municipal de Meio Ambiente.


Fonte: Assessoria