Complexo viário deve desafogar trânsito na Avenida Miguel Rosa

A Prefeitura está elaborando o projeto de um complexo viário

Região de tráfego intenso, o cruzamento que liga as Avenidas Miguel Rosa, Higino Cunha e Joaquim Ribeiro, na zona Sul de Teresina, passará por uma intervenção importante. 

A Prefeitura está elaborando o projeto de um complexo viário com várias modificações para melhorar o tráfego de veículos e pedestres no local.

A região deve ser beneficiada, inclusive, com a construção de um túnel ligando as Avenidas Joaquim Ribeiro e Higino Cunha.

O projeto do complexo está em fase de elaboração pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação, através de um convênio com a Caixa Econômica Federal. Segundo a coordenadora de Projetos da Semduh, Mariele Ibiapina, o projeto está orçado em R$ 1,256 milhão.

Essa obra fará uma complementação do corredor da Miguel Rosa e vai garantir melhor trafegabilidade. O valor total do complexo viário está estimado em R$ 48 milhões, com recursos oriundos do Ministério das Cidades.

"O complexo viário será composto de um rebaixamento, que é um túnel ligando as avenidas Joaquim Ribeiro e Higino Cunha por baixo da Avenida Miguel Rosa.

A Avenida José dos Santos e Silva será ligada com a rua Picos e haverá uma articulação entre a Miguel Rosa com a Pires de Castro. A Coelho de Resende permanece em nível com a Miguel Rosa", explica a coordenadora.

Essa obra faz parte de uma série de intervenções de mobilidade que estão sendo planejadas e implementadas em Teresina. A intenção da Prefeitura é reorganizar e reestruturar o trânsito, priorizando o transporte coletivo. 

Entre as obras previstas, estão corredores de tráfego e faixas exclusivas para ônibus em todas as regiões da cidade, oito terminais de integração, estações de transbordo, duplicação de avenidas e novas pontes.

Somente na implantação da primeira etapa do Plano Diretor de Transporte e Mobilidade estão previstos investimentos na ordem de R$ 112,3 milhões. No total, a Prefeitura busca R$ 358 milhões junto ao governo federal para a realização dessas diversas obras que estão em fase de elaboração.

Fonte: Jornal Meio Norte