Comportamento "folgado" e mal relacionamento faz Mizael Bispo apanhar de presos na cadeia

Comportamento "folgado" e mal relacionamento faz Mizael Bispo apanhar de presos na cadeia

Ex-PM vive sozinho em cela e vai a júri esta semana por morte de Mércia Nakashima

Apesar de estar preso há mais de um ano no Presídio Militar Romão Gomes, o acusado de matar Mércia Nakashima, Mizael Bispo, tem até hoje fama de ?folgado? e não mantém bom relacionamento com os colegas dentro da cadeia. Dias antes do julgamento do policial militar reformado, a reportagem entrou na penitenciária na zona norte de São Paulo, visitou algumas alas do local e ouviu de detentos que o réu ?aprontou bastante lá dentro?.

De acordo com os presos, Mizael sempre foi ?folgado? e se sentiu dono de si. Um dos detentos diz acreditar que ele teria esse comportamento pelo fato de ?ser estudado?. O réu, que foi cabo da Polícia Militar, é também advogado. No entanto, ele não seria o único com ensino superior a cumprir pena no Romão Gomes, diz o detento.

Diante de tal postura, não foram poucas as vezes que Mizael Bispo ?levou coça? de outros detentos dentro do presídio. Uma delas teria sido quando roubou um pedaço de bolo de um colega. Por conta da briga, Mizael e o outro detento tiveram suspenso o direito a visitas, diz o promotor de Justiça Rodrigo Merli, que não soube afirmar por quanto tempo durou a penalidade.

Um dos presos ouvidos contou que, em outro episódio, um detento que estava sendo transferido de cadeia, ao cruzar com Mizael, ?fez questão? de dar um soco no ex-PM antes de deixar o presídio Romão Gomes.

Isolamento

Hoje, o acusado de matar Mércia Nakashima vive sozinho em uma cela. ?Ele baixou mais a bola? depois de ser hostilizado na cadeia, diz um dos detentos. Segundo ouviu a reportagem, ele também estaria mais sossegado agora por causa da aproximação de seu julgamento.

Por todo o período em que esteve preso no Romão Gomes, Mizael ficou no primeiro estágio da detenção, o vermelho. Ele usa camiseta marrom e tem que se deitar rigorosamente às 22h todas as noites.

O estágio vermelho é a fase que mais se assemelha ao esquema de um presídio comum. A área em que os novatos podem circular é muito limitada, há horários para banhos de sol, são permitidas visitas aos sábados e o trabalho não é obrigatório.

Durante este período em que esteve preso, Mizael Bispo preferiu não trabalhar. E, segundo os presos, ele recebe ocasionalmente a visita de sua filha, que tem 12 anos de idade.

Defesa

Procurado pela reportagem, o advogado de defesa Ivon Ribeiro negou que Mizael tenha tido o comportamento traçado pelos colegas de presídio. Para ele, a figura da arrogância vem do fato de ele ser ?a única pessoa com grau superior?.

? Eles tinham muito ciúmes dele por ele ser advogado ter tido a possibilidade de estar em uma sala de Estado-Maior.

Anteriormente, porém, Ribeiro já havia dito que Mizael tem bom relacionamento com os presos "dentro do que é possível de se ter? na cadeia.

Acusação

O promotor do caso afirmou que tem conhecimento das confusões em que Mizael Bispo esteve envolvido durante este período no Romão Gomes e que essas informações fazem parte do processo.

No entanto, Merli disse que não deve usar isso em júri por ter ?pouco tempo? para convencer os jurados da culpa do réu, e deverá se ater às provas do crime.

Fonte: r7