Depois da falta de milho, venda do grão começa nesta segunda-feira

A meta é atender cerca de 100 produtores.

Depois de sufoco com falta de milho os produtores do Piauí já podem contar com a compra de milho que já está disponível nos balcões da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). A partir desta segunda-feira já se inicia a venda no balcão dos municípios.

Com a chegada de mais 200 toneladas de milho a Conab espera iniciar distribuição com expectativas de cumprir a demanda. Serão atendidos todos os dias cerca de 50 a 70 produtores, mas segundo o superintendente, Alysson Pêgo, se não houver tumulto na entrega, os estoques têm capacidade de atender até 100 produtores.

No total, a previsão do Estado é de receber, 46 mil toneladas do grãos. É válido lembrar que a venda do grão deve ser de acordo com o cadastramento dos agricultores, feito anteriormente, a ação também faz parte da necessidade de atender os criadores que vêm sofrendo com a seca.

O produto é vendido a preços mais baixos e variam de 18 reais o saco de 60 quilos e 24 reais para a mesma quantidade, de acordo com o critério estabelecido no cadastramento. Este preço deve continuar até o final deste ano.

Alysson lembra também da necessidade de se preparar caso os problemas da estiagem se prolonguem com a falta das chuvas. A intenção é distribuir até dezembro, mas o superintendente adianta que a Conab está se preparando para que não falte milho até março do ano que vem.

A demanda geral dos cadastrados, dentre pequenos e médios agricultores é de 100 mil em todo o Estado do Piauí, já em Teresina esta demanda é de 3 mil criadores. ?Estamos nos preparando para atender a demanda a contento, mas pedimos calma para a população para que não haja tumulto, pois todos vão receber?, diz o superintendente.

Fonte: Jornal Meio Norte