Concurso exige que mulheres apresentem comprovação de virgindade

Concurso oferece salários que variam entre R$5,1 mil e R$ 11,6 mil.

Um concurso para o Corpo de Bombeiros do Distrito Federal está fazendo uma exigência bastante absurda e polêmica. Mulheres devem apresentar laudo de Papanicolau (exame ginecológico realizado como prevenção ao câncer do colo de útero e ao HPV) ou comprovar que não tiveram o hímen rompido (que ainda são virgens).

Para o caso de mulheres virgens (ou como diz o edital: “a candidata que possuir hímen íntegro”…) não há necessidade do exame de Papanicolau desde que apresentem atestado de virgindade com assinatura, carimbo e CRM do médico ginecologista que o emitiu.

Em nota, a corporação disse não considerar a medida discriminatória e afirmou que o objetivo é aferir “a condição física e laboral dos candidatos”. A comissão do concurso afirmou ainda que não necessariamente uma alteração no exame excluirá uma candidata e que os dados serão mantidos em sigilo.

“Entendemos que a exigência do exame complementar citado não viola o sigilo das candidatas, tampouco desrespeita o direito à intimidade, à honra e à imagem. Pelo contrário, retrata o cuidado e o zelo que a corporação possui com os futuros militares, tudo em conformidade com a lei, a jurisprudência, e com orientações e determinações dos órgãos de controle do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal”, diz a nota.

O concurso oferece 779 vagas e salários que variam entre R$ 5,1 mil e R$ 11,6 mil. As inscrições foram abertas no dia 18 de julho e seguem até 18 de agosto. A prova é prevista para o dia 9 de outubro.


Fonte: Hypeness