Aeronáutica abre seleção pública com 614 chances para sargentos

Aeronáutica abre seleção pública com 614 chances para sargentos

As especialidades oferecidas apenas a homens são: mecânica de aeronaves, material bélico, e guarda e segurança.

Após ter aberto seleção com 80 vagas, a Aeronáutica lançou novo edital para o exame de admissão ao curso de formação de sargentos (modalidade B, turmas 1 e 2 de 2015). São oferecidas 614 vagas. Podem participar candidatos de ambos os sexos, que concluíram ou vão concluir o ensino médio, com idade entre 17 e 25 anos (até 31 de dezembro de 2015). As remunerações não foram divulgadas.

As especialidades oferecidas apenas a homens são: mecânica de aeronaves, material bélico, e guarda e segurança. E as especialidades para ambos os sexos são: controle de tráfego aéreo (cargo detentor da maioria das chances, 192 delas), comunicações, foto-intelegiência, eletricidade e instrumentos, equipamento de vôo, meteorologia, suprimento, informações aeronáuticas, desenho, estrutura e pintura, eletromecânica, metalurgia e bombeiro.

O certame será composto por provas escritas no dia 20 de julho, sobre as disciplinas de português, inglês, matemática e física. A serem realizadas em Brasília/DF, Belém/PA, Recife/PE, Fortaleza/CE, Salvador/BA, Rio de Janeiro/RJ, Belo Hoprizonte/BH, São Paulo/SP, São José dos Campos/SP, Campo Grande/MS, Porto Algre/RS, Canoas/RS, Curitiba/PR, Manaus/AM e Porto Velho/RO. Haverá ainda inspeção de saúde, exame de aptidão psicológica e teste de avaliação física.

As inscrições vão de 23 de abril até 26 de maio, pelo site http://www.eear.aer.mil.br. A taxa custa R$ 60.

O curso de formação será ministrado na Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR), em Guaratinguetá/SP. A duração aproximada é de dois anos. A formação nas especialidades do Curso de formação de sargentos é reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC) como curso técnico de nível médio.

No momento da matrícula, o candidato passa a ser aluno do curso de formação de sargentos, militar da ativa. Os formandos no curso serão distribuídos e classificados nas organizações militares do Comando da Aeronáutica, abrangendo todo o território nacional, de acordo com a necessidade da Administração.

Fonte: CorreioWeb