Agências federais vão abrir 408 vagas até junho, com salário até R$10.392

Um dos concursos é para Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT)

O governo da presidente Dilma Rousseff tem buscado reforçar o quadro de pessoal das agências reguladoras, que foram criadas para fiscalizarem a prestação de serviços públicos praticados pela iniciativa privada e estabelecem regras para o setor. Se em 2012, foram publicados os editais da Agência Nacional do Petróleo (ANP), Agência Nacional de Águas (ANA), Agência Nacional do Cinema (Ancine), Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e Agência Nacional de Telecomunicações, os interessados em ingressar no quadro de pessoal das agências reguladores terão mais três oportunidades à vista ainda no primeiro semestre deste ano, que totalizarão a oferta de 408 vagas.

Um dos concursos é para Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Inicialmente, o edital estava previsto para ser divulgado até dezembro do ano passado. Contudo, a ANTT solicitou ao Ministério do Planejamento prorrogação do prazo, e teve o pedido acatado pelo órgão. Com isso, as regras da seleção podem ser liberadas até maio, havendo grandes chances disso ocorre antes. No momento, a autarquia trabalha para definir a organizadora. São 161 vagas, sendo 19 oportunidades para técnico administrativo, 80 para técnico em regulação de serviços de transportes terrestres (ambos de nível médio), 24 para analista administrativo e 38 para especialista em regulação de serviços de transportes terrestres (ambos de nível superior). Os ganhos vão de R$5.133,18 a R$10.392,20.

Também está confirmado o concurso para Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que terá oferta de 165 vagas, com com rendimentos de R$5.133,18 a R$10.392,20, já incluso o novo valor do auxílio-alimentação, que agora é de R$373. A agência já começou a receber propostas das organizadora e o prazo para a divulgação do edital vai até 4 de junho. São oferecidas 35 vagas para técnico em regulação e vigilância sanitária, que exige o ensino médio e/ou médio/técnico, com remuneração de R$5.357,98. E dez oportunidades para técnico administrativo (nível médio), com rendimentos de R$5.133,18. Já para os graduados, são 120 vagas, sendo 100 para especialista em regulação e vigilância sanitária e 20 para analista administrativo, com rendimentos de R$10.392,20 a R$9.636,20, respectivamente.

Bem antes de 12 de junho, prazo dado pelo Ministério do Planejamento, um outro edital deverá ser publicado. Nesse caso, é o concurso para Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), que no momento finaliza a elaboração do projeto básico, que será o enviado às instituições interessadas em organizar o concurso. Em paralelo, vem sendo desenvolvida a minuta do edital. Das 82 vagas, 22 serão para técnico administrativo e três para técnico em regulação, cargos que exigem o nível médio e têm remuneração de R$5.133,18 e R$5.357,98, respectivamente. Já no nível superior serão 31 vagas para analista administrativo e 26 para especialista em regulação. As remunerações são de R$9.639,20 e R$10.392,20, respectivamente

Fonte: Folha Dirigida