Autora lista os 7 piores erros da linguagem corporal na entrevista

Autora lista os 7 piores erros da linguagem corporal na entrevista

Aperto de mãos fraco e desviar os olhos do entrevistador são erros fatais

O emprego dos seus sonhos surgiu. Você fez sua lição de casa: enviou o currículo e conseguiu a entrevista. E está confiante que a vaga é sua. Mas ao final da conversa com o recrutador você aperta as mãos dele, agradece pela oportunidade, mas enterra as chances de ser escolhido. De que forma? O aperto de mão foi fraco e você não conseguiu olhar nos olhos do entrevistador. Os erros mencionados parecem sem importância, mas podem custar a vaga, de acordo com a especialista Tonya Reiman, autora do livro " O Poder da Linguagem Corporal".

"Quando alguém encontra você pela primeira vez, a avaliação já começa a ser feita. Há uma quantidade enorme de informações sendo processadas, que determinam se o candidato é confiável ou amável. Essa impressão é baseada em princípio na comunicação não-verbal", diz. Assim, a partir do momento em que o candidato chega para uma entrevista de emprego até o momento em que sai, precisa estar bem ciente dos gestos e sinais não-verbais, segundo Tonya.

Veja abaixo os sete erros comuns de linguagem corporal que pode custar o trabalho:

Má postura: "As pessoas não percebem que a entrevista de emprego começa na sala de espera. Portanto, não se sente desleixado na cadeira na área de recepção", diz Tonya. "Para parecer confiável, deve-se sentar ou ficar em pé, com o pescoço alongado, orelhas e ombros alinhados, e o peito ligeiramente saliente." Segundo ela, a posição altera as substâncias químicas no cérebro para fazer as pessoas se sentirem mais fortes e confiantes e dá a aparência de credibilidade, força e vitalidade.

Aperto de mão ruim: As pessoas tendem a mostrar a sua personalidade dominante segurando a mão dos entrevistadores e levando-as para baixo, mas isso diz ao entrevistador que você precisa se sentir poderoso. "Em vez disso, o aperto de mão deve ser mais natural, e o candidato deve sempre esperar que o entrevistador estenda a mão primeiro."

Palmas das mãos suadas: Não há nada pior do que apertar as mãos de alguém que tem as palmas das mãos úmidas. "Vá ao banheiro e lave os pulsos sob água fria", sugere. "Isso vai deixar as palmas das mãos secas durante cerca de 10 minutos para o primeiro aperto de mão, que deve ser forte e poderoso, não suado e inseguro".

Falta de contato com os olhos: "Certifique-se de que está tendo contato com os olhos do entrevistador?, diz Tonya. "Se você não fizer isso, o entrevistador vai supor que você é inseguro, não tem uma resposta adequada para a questão que se coloca ou o está enganando. Mesmo que isso tudo não seja verdade, a percepção é tudo em uma entrevista de emprego.?

Inquietação: Jogar com o cabelo, tocar o rosto ou qualquer outro tipo de inquietação pode ser uma grande distração para o entrevistador. Isso também demonstra falta de poder. ?Quando tocamos nossos rostos ou cabelo é porque precisamos de ?autoconforto? ou de uma espécie de calmante. É essa a mensagem que deve ser enviada ao entrevistador??

Parecer distraído ou desinteressado: Mexer-se muito na cadeira ou cruzar e descruzar as pernas podem dizer ao entrevistador que você está entediado. Em vez disso, demonstre interesse, inclinando-se ligeiramente para a frente, inclinando e acenando com a cabeça.

Não sorrir: Tonya diz que sorrir demonstra confiança, abertura, calor e energia. "Também estimula o ouvinte a sorrir de volta. Sem o sorriso, o indivíduo é muitas vezes visto como carrancudo ou indiferente", conclui.

Fonte: G1