Cargos de saúde e capelania da PMRJ não exigirão altura mínima a candidato

Cargos de saúde e capelania da PMRJ não exigirão altura mínima a candidato

A Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou, na última terça-feira (15/10), projeto de lei que dispensa o critério de altura mínima para candidatos aos cargos de saúde, capelania e complementar da Polícia Militar do estado. Como justificativa, o governador do Rio, Sérgio Cabral, diz que as alturas mínimas de 1,60m (mulheres) e 1,65m (homens) não se justificam para os postos que não envolvem policiamento ostensivo.

As funções descritas são ocupadas por profissionais de diversas áreas de conhecimento como médicos, farmacêuticos, veterinários, nutricionistas, psicólogos, enfermeiros, fonoaudiólogos, fisioterapeutas, dentistas e assistentes sociais. O governador argumentou que essas áreas não exigem altura mínima, tornando assim, inútil a exigência da mesma para o desempenho das atividades. A proposta foi aprovada sem emendas e encaminhada para a sanção do governador.

Fonte: Correio Web