Cepisa convoca 99 concursados; mas deveria chamar 224‏

O concurso teve também sua validade estendida até 2010

Depois de descumprir acordo judicial com o Ministério Público do Trabalho (MPT), ser multada em R$ 1 milhão e ter seu presidente, Flávio Decat, multado em R$ 5 mil mensais, a Cepisa informou na manhã desta sexta-feira, por edital, a convocação de 99 aprovados em concurso realizado em 2007.

O acordo descumprido previa que a empresa substituiria todo pessoal terceirizado na atividade principal da empresa por empregados aprovados em concurso realizado em 2007. O concurso teve também sua validade estendida até 2010.

Segundo o edital de convocação publicado nesta sexta-feira pela empresa, devem se apresentar para exames pré-admissionais, candidatos aprovados para os cargos de auxiliar operacional (eletricista) e técnico industrial (eletrotécnico).

Os convocados precisam comparecer à Coordenação de Administração de Pessoas, na sala 204, primeiro andar, no edifício-sede da empresa, na avenida Maranhão, nos horários programados no edital, disponível na edição de hoje do Jornal Meio Norte.

No ato de admissão, os candidatos deverão fazer a opção para trabalhar nas cidades do Piauí onde existem as vagas disponíveis, informa a empresa no edital. A escolha da cidade onde o empregado prestará serviços será feita de acordo com a ordem de classificação do concurso.

Apesar da convocação de 99 empregados efetivos, a Cepisa deveria ter chamado 224 até 30 de junho, conforme previa o acordo que firmou com o MPT, no qual se comprometeu a substituir o pessoal terceirizado. A previsão é de que até dezembro de 2010 a companhia chamasse 897 empregados concursados.

Com a convocação dos 99 concursados, feita por edital publicado hoje, a empresa soma 279 empregados efetivos em substituição a terceirizados. Pelo acordo com o MPT, deveriam ser convocados este ano 224 em junho e mais 224 em dezembro, totalizando somente em 2009, 448 servidores efetivos e aprovados em concurso.

Fonte: Portal Meio Norte, www.meionorte.com