Concurso da Marinha à 71 vagas de médicos é suspenso no Brasil

Concurso da Marinha à 71 vagas de médicos é suspenso no Brasil

Início do curso previsto para o dia 31 de março também está suspenso

O concurso da Marinha para 71 vagas de médicos no Corpo de Saúde (CP-CSM-MD) foi suspenso temporariamente. O comunicado foi divulgado no site da Marinha.

Segundo a nota, o concurso foi suspenso em cumprimento à decisão liminar da 11ª Vara Federal do Rio de Janeiro que contesta itens do edital do concurso. De acordo com a Marinha, mais informações sobre o concurso serão divulgadas no site www.ensino. mar.mil.br.

Com a decisão, o início do curso de formação estava previsto para 31 de março está suspenso.

O concurso foi em em âmbito Nacional e para o âmbito regional, nas jurisdições do Comando do 2º Distrito Naval, Comando do 3º Distrito Naval, Comando do 4º Distrito Naval, Comando do 5º Distrito Naval, Comando do 6º Distrito Naval e Comando do 7º Distrito Naval.

No âmbito nacional foram oferecidas 48 vagas nas especialidades de anatomia patológica (1), anestesiologia (2), cancerologia (1), cardiologia (2), cirurgia cardíaca (1), cirurgia geral (2), cirurgia torácica (1), cirurgia vascular (1), clínica médica (3), dermatologia (1), gastroenterologia (1), geriatria (1), ginecologia e obstetrícia (1), hematologia (1), infectologia (1), medicina intensiva (3), medicina legal (1), medicina nuclear (1), nefrologia (1), neurologia (3), oftalmologia (5), ortopedia e traumatologia (2), otorrinolaringologia (2), pediatria (1), pneumologia (1), proctologia (1), psiquiatria (3), radiologia (2), radioterapia (1), urologia (1).

Em âmbito regional, na jurisdição do Comando do 2º Distrito Naval, com sede na cidade de Salvador, foram 6 vagas: anestesiologia (1), cardiologia (1), cirurgia geral (1), pediatria (1), radiologia (1) e ortopedia e traumatologia (1).

Em âmbito Regional na jurisdição do Comando do 3º Distrito Naval, com sede na cidade de Natal, foi oferecida 1 vaga para psiquiatria.

Em âmbito Regional na jurisdição do Comando do 4º Distrito Naval, com sede na cidade de Belém, foram 6 vagas: anestesiologia (1), cardiologia (1), cirurgia geral (1), pediatria (1), radiologia (1) e ortopedia e traumatologia (1).

Em âmbito regional na jurisdição do Comando do 5º Distrito Naval, com sede na cidade de Rio Grande (RS), foram 4 vagas: cardiologia (1), clínica médica (1), pediatria (1) e ginecologia e obstetrícia (1).

Em âmbito regional na jurisdição do Comando do 6º Distrito Naval, com sede na cidade de Ladário (MS) foram 2 vagas: cardiologia (1) e psiquiatria (1).

Em âmbito regional na jurisdição do Comando do 7º Distrito Naval, com sede na cidade de Brasília foram 4 vagas: anestesiologia (1), cirurgia geral (1), pediatria (1) e ginecologia e obstetrícia (1).

O candidato aprovado e classificado na seleção inicial fará o Curso de Formação de Oficiais (CFO), realizado no Centro de Instrução Almirante Wandenkolk (CIAW), na cidade do Rio de Janeiro. O curso é constituído por um período de adaptação de, aproximadamente, três semanas e uma etapa básica compreendendo as atividades previstas nos respectivos currículos. O candidato ingressará na graduação de guarda-marinha e, durante este curso, receberá remuneração atinente à sua graduação, como previsto na Lei de Remuneração dos Militares, além de serem proporcionados alimentação, uniforme, assistência médico-odontológica, psicológica, social e religiosa. Durante o CFO, o candidato fará um Estágio de Aplicação (EA), com duração de até 16 semanas, que tem por finalidade a adaptação às características do serviço naval inerentes à profissão, à complementação de sua formação militar-naval e à avaliação complementar para o desempenho de funções técnicas e administrativas. Esse EA será realizado em Organizações Militares (OM) especialmente designadas para tal, sob a supervisão do CIAW. O CFO terá a duração de aproximadamente, 39 semanas.

Fonte: G1