Concursos públicos vão oferecer 47.100 vagas em 2014, diz MPOG

Concursos públicos vão oferecer 47.100 vagas em 2014, diz MPOG

São oportunidades em ministérios, autarquias e fundações pendentes, porém, de aprovação no Congresso Nacional

O ano de 2014, no Brasil, é de Copa do Mundo e eleições presidenciais, mas quem estuda para concurso público - sonhando com um emprego estável e remuneração mais justa - não pode perder o foco.

De acordo com informações da Secretaria de Gestão Pública do Ministério do Planejamento, pelo menos 47,1 mil vagas de âmbito nacional deverão ser criadas pelo Poder Executivo Federal no ano novo.

São oportunidades em ministérios, autarquias e fundações pendentes, porém, de aprovação no Congresso Nacional. Do total de vagas, 4,7 mil terão a finalidade específica de substituir mão de obra terceirizada.

A relação de quais ministérios, autarquias e fundações deverão abrir concurso, no entanto, não foi divulgada ainda.

Segundo a assessoria de imprensa do Ministério do Planejamento, "as autorizações ocorrem ao longo do ano, depois de decisões caso a caso, considerando-se as prioridades de governo, as necessidades de pessoal na administração e as condições orçamentárias".

Estado e município

Uma outra boa notícia é que essa estimativa não inclui empresas públicas e de economia mista - como Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Casa da Moeda, Cobra Tecnologia ou Petrobras, por exemplo.

Concursada e há cerca de 10 anos trabalhando em empresa de capital misto, a notícia da oferta de vagas em seleções nacionais encheu de ânimo a "concurseira de carteirinha" Kristiane Prada, 42. "Meu foco é o cargo de analista da Receita (Federal do Brasil)", conta.

Já aqui no estado, segundo a Secretaria de Administração (Saeb), a previsão é que, ainda no primeiro semestre de 2014, seja publicado edital de abertura de inscrições para o concurso público e preenchimento de vagas na Secretaria da Segurança Pública (SSP).

Ainda de acordo com a Saeb, o certame deverá prover 130 vagas no quadro de pessoal da Polícia Civil, distribuídas para os cargos de perito médico-legal (60), perito criminalístico (40), perito odonto-legal (10) e perito-técnico (20).

Com três anos pela frente para "renovar" o quadro de pessoal do município, a prefeitura de Salvador deve, a partir de maio, definir seu cronograma de realização de concursos.

Segundo o secretário municipal de Gestão, Alexandre Paupério, já é certo, porém, o lançamento de um "concurso unificado" criando cerca de 300 vagas para o cargo de especialista em gestão pública.

Ainda segundo Paupério, a oportunidade será "para profissional de nível superior, qualificado, para atuação nas mais diferentes áreas".

"O município é carente de servidor. Além disso, é preciso renovar quadro, já há muito tempo sem concurso", afirma.

De acordo com o secretário, "mesas de negociação permanentes e específicas, como saúde e educação, têm até o mês de abril para definir prioridades, criar e ou extinguir carreiras".

"Estudamos ainda a instituição de um novo plano de cargos, carreiras e vencimentos", diz.

Fonte: Portal A TARDE