Ministério do Desenvolvimento Agrário retoma processo seletivo à 150 vagas

Funcab será a responsável pelo andamento do processo seletivo

O Ministério do Desenvolvimento Agrário retomou nesta quarta-feira (23) o andamento do processo seletivo para 150 vagas temporárias de nível médio/técnico e superior. O documento foi publicado no "Diário Oficial da União".

O ministério rescindiu o contrato com a Fundação Universa e agora a Fundação Professor Carlos Augusto Bittencourt (Funcab) será responsável pela seleção.

O candidato que teve sua inscrição efetivada deverá consultar o seu status na página www.funcab.org. Não haverá devolução da taxa de inscrição paga anteriormente, nem possibilidade de complementação do valor, sendo mantido o cargo e local de realização das etapas escolhidos pelo candidato no momento da inscrição.

A seleção ofereceu 150 vagas e teve 6.829 candidatos inscritos. As oportunidades são para os estados de Amazonas, Pará, Tocantins, Acre, Amapá, Mato Grosso, Maranhão, Rondônia, Roraima, além de Brasília. Os salários variam de R$ 1.700 a R$ 8.300.

A prova objetiva será aplicada no dia 25 de maio, no turno da manhã, nas cidades de Altamira (PA), Belém (PA), Boa Vista (RR), Brasília, Cuiabá (MT), Humaitá (AM), Macapá (AP), Manaus (AM), Marabá (PA), Palmas (TO), Porto Velho (RO), Rio Branco (AC), Santarém (PA) e São Luís (MA).

O processo seletivo terá validade de 2 anos e poderá ser prorrogado, uma vez, pelo mesmo período.

Rescisão

Em nota, a Universa informou que o contrato foi rescindido unilateralmente pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário e que a rescisão ocorreu por causa de um problema decorrente da interpretação a aplicação de uma cláusula contratual. Segundo a Universa, a interpretação dada pelo ministério não havia viabilidade para a execução do projeto pela fundação.

A Fundação Universa também organiza um processo seletivo do ministério para 40 vagas de nível superior. Os salários variam de R$ 6.130 a R$ 8.300. A prova, prevista para o dia 9 de março, foi adiada. O ministério informou que o contrato desse processo seletivo não foi anulado. Na página da seleção, no site da Universa, não há nenhum comunicado sobre uma possível rescisão de contrato.

Fonte: G1