Edital do TRT da 2ª Região deverá sair no início de dezembro 2013

Edital do TRT da 2ª Região deverá sair no início de dezembro 2013

O TRT-2 costuma convocar um grande número de aprovados em seus concursos.

O Tribunal Regional do Trabalho da 2ª região (TRT-2), com jurisdição em São Paulo, anunciou que o edital do seu próximo concurso (que ofertará, pelo menos, 450 vagas) será publicado até o início de dezembro. As oportunidades serão para técnico e analista da área administrativa. Segundo a assessoria do órgão, os vencimentos atuais para os cargos são de R$ 4.575,16 e R$ 7.506,55, mas deverão aumentar no ano que vem devido ao reajuste escalonado. O Tribunal ainda conta com os benefícios de vale-alimentação, no valor de R$ 710, vale-transporte, reembolso parcial de creche, participação na assistência médico-hospitalar (inclusive para dependentes) e adicional de qualificação. O certame será organizado pela Fundação Carlos Chagas (FCC).

Mais recente

O TRT-2 costuma convocar um grande número de aprovados em seus concursos. Na seleção passada, em 2008, por exemplo, apesar de a oferta inicial ter sido de apenas 21 vagas, foram convocados até fevereiro deste ano, quando o prazo de validade do certame se esgotou, 5.019 candidatos. Destes, 2.630 foram chamados para o cargo de técnico e 2.389 para analista. A Fundação Carlos Chagas (FCC) também foi a banca organizadora.

Para técnico, a escolaridade exigida foi ensino médio completo. Além da área administrativa, foram contempladas também as áreas de apoio de digitação, enfermagem, operação de computadores, tecnologia da informação, artes gráficas, carpintaria e marcenaria, estrutura de obras e metalurgia, telecomunicações e eletricidade, mecânica, apoio de serviços diversos, copa, telefonia, transporte e segurança.

Já para analista, o concurso selecionou para as áreas administrativa e de execução de mandados e para as seguintes especialidades: contabilidade, tecnologia da informação, biblioteconomia, clínica geral, medicina do trabalho, cardiologia, psiquiatria, psicologia, estatística e arquivologia. Nesse caso, a exigência é ensino superior completo, sendo que para as vagas das áreas judiciária e de execução de mandados o diploma deve ser do curso de direito.

Fonte: Correio Web