Enade tem 30% dos cursos do ensino superior abaixo da média

Enade tem 30% dos cursos do ensino superior abaixo da média

A assessoria do Inep havia informado inicialmente que o índice se tratava das instituições, depois corrigiu a informação para os cursos.

Um índice de 30% dos cursos das instituições de ensino superior que participaram do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) em 2012 ficaram abaixo da média considerada aceitável no Conceito Enade, segundo divulgou o Ministério da Educação (MEC), nesta segunda-feira (7), em Brasília. Apesar de divulgar a porcentagem, o ministério ainda não revelou o número total dos cursos. A assessoria do Inep havia informado inicialmente que o índice se tratava das instituições, depois corrigiu a informação para os cursos. Foram avaliados cursos na área de humanas.

(Correção: ao ser publicada às 11h50, esta reportagem afirmava que o índice era relativo ao Índice Geral de Cursos (IGC), mas se trata do Conceito Enade, que avalia o desempenho dos cursos de graduação e norteia a formação do Índice Geral de Cursos que leva em consideração ainda o corpo docente, infra-estrutura, pós-graduação. A reportagem foi corrigida às 12h34).

Esse índice monitora a qualidade dos cursos de graduação e divide as instituições (universidades, faculdades e centros universitários) por totais contínuos que vão de 0 a 5 pontos, com divisão por casas decimais, e em faixas que vão de 1 a 5. Avaliações abaixo de três são consideradas insatisfatórias pelo MEC. Elas tiraram conceito 1 ou 2 como resultado final do Exame. Para estarem em um nível aceitável de prestação de serviços de educação, é preciso tirar de 3 a 5, a nota

Fonte: G1