Funasa abre inscrições para 336 vagas em seleção nesta segunda

Funasa abre inscrições para 336 vagas em seleção nesta segunda

As oportunidades são para engenharia de saúde pública, em três especialidades.

A Fundação Nacional da Saúde (Funasa) abre nesta segunda-feira (23/9) o período de inscrições para seu processo seletivo com 336 vagas de nível superior, em diversas áreas. O Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UnB) é a banca organizadora.

As oportunidades são para engenharia de saúde pública, em três especialidades. A primeira, com 264 chances, exige graduação em engenharia civil, sanitária ou sanitária e ambiental para concorrer. A remuneração é de R$ 8,3 mil em jornada de 40 horas por semana de trabalho.

Já à segunda especialidade podem concorrer graduados em geologia. O salário é de R$ 6,1 mil. E a terceira especialidade é em administração, economia e ciências contábeis. O vencimento é o mesmo da segunda especialidade.

Na seleção, haverá prova objetiva, de caráter classificatório e eliminatório, na data provável de 24 de novembro, em todas as 26 capitais brasileiras e no Distrito Federal. A previsão para divulgação do gabarito, segundo o edital, é em 26 de novembro.

Os conhecimentos básicos exigidos serão de língua portuguesa, língua inglesa (exceto para a terceira especialidade), noções de informática, de direito administrativo, noções de direito constitucional e raciocínio lógico. Já os conhecimentos específicos serão de controle da administração pública, contabilidade, matemática financeira, entre outros. A lotação dos aprovados será em todos os estados brasileiros. Só no DF, por exemplo, são 30 oportunidades disponíveis.

Interessados podem se inscrever até 7 de outubro, pelo site da banca - www.cespe.unb.br/concursos/funasa_13. A taxa custa R$ 70. Cinco por cento das vagas são destinadas a candidatos com deficiência.

Segundo o edital, a duração do contrato será de acordo com a Lei nº 8.745/1993, ou seja, um ano, com possibilidade de prorrogação até o limite máximo de cinco anos.

Fonte: Correio Web