Fundação CEPRO lança edital para seleção de artigos científicos

Material poderá ser enviado até meados de agosto

A Fundação Centro de Pesquisas Econômicas e Sociais do Piauí lança Chamada Pública para a publicação da 27ª edição da Revista Científica Carta CEPRO. Os interessados devem apresentar artigos inéditos para publicação do periódico a partir desta semana, sendo o prazo final para entrega dos artigos dia 19 de agosto. A Fundação CEPRO é uma instituição de caráter técnico-científico, que desenvolve pesquisas e fornece suporte técnico e institucional às ações governamentais para avaliação e formulação de políticas e programas de desenvolvimento,

De acordo com o presidente da Fundação, Cezar Fortes, o objetivo é instigar graduados, especialistas, mestres, doutores (ou estudantes de pós-graduação), além de pesquisadores das diferentes áreas de conhecimento das Instituições de Pesquisa e Academias do Piauí e do Nordeste a apresentarem seus artigos científicos. “A CartaCEPRO é um periódico com mais de 40 volumes publicados e propõe artigos de forte link com os aspectos ambientais, sociais, econômicos e culturais, enriquecendo o acervo bibliográfico do Estado do Piauí, além de servir como ponte entre a Academia, a Sociedade e o Poder Público”, descreve.

Os artigos deverão obedecer às instruções estabelecidas pelo Conselho Editorial da Revista, discriminadas em Chamada Pública que pode ser encontrada no site da Instituição responsável: www.cepro.pi.gov.br.

Os trabalhos deverão versar sobre temas de cunho técnico científico, focando aspectos da realidade Nordestina e/ou Piauiense com temáticas envolvendo: Economia, Políticas Públicas, Educação, Meio Ambiente e Saúde. Cada autor pode enviar no máximo dois artigos em que apareça como autor ou coautor. As normas de submissão e de edição para os trabalhos também estão descritas no documento.

Os esclarecimentos e informações adicionais acerca do conteúdo desta Chamada poderão ser obtidos por intermédio do endereço eletrônico [email protected] e telefones (086) 3221-5719, referindo-se à CartaCEPRO.


Fonte: Com informações da Assessoria