Inscrições para concorrer ao Pronatec vão até 16 de setembro

Inscrições para concorrer ao Pronatec vão até 16 de setembro

As vagas são remanescentes do Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec), que selecionou os estudantes pelo ENEM

Aqueles que querem fazer um curso técnico gratuito têm até o dia 16 para se inscrever no portal do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). As vagas foram ofertadas em cidades das cinco regiões brasileiras e serão preenchidas por ordem de inscrição. Para concorrer, o candidato deve ter feito o ensino médio em escola pública ou na rede particular com bolsa integral.

A oferta varia de cidade para cidade e também muda a cada instante. Segundo o Ministério da Educação (MEC), a consulta por vaga deve ser feita pelo interessado diariamente. Quando o inscrito não faz a matrícula no prazo de dois dias úteis após a inscrição, a vaga retorna para o sistema e é reaberta. As vagas são remanescentes do Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec), que selecionou os estudantes pelas notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Sinthia Martins matriculou-se esta semana no curso de técnico em informática para internet no Instituto de Educação Superior de Brasília (Iesb). Ela, que faz faculdade na área de segurança da informação, buscou o curso técnico para complementar o que estuda na graduação. "O mercado tem muita oportunidade, mas para quem está bem qualificado. Ter só um diploma não adianta. Tem que estar sempre se atualizando". A estudante fez a inscrição no Sisutec, mas não foi selecionada. Acompanhou na internet a reabertura das vagas pelo Pronatec e, logo que a lista de oferta foi disponibilizada, ela solicitou a vaga.

Sinthia abandonou o ensino médio com 18 anos, casou-se, teve dois filhos e largou os estudos. Agora aos 29 anos, ela voltou para a sala de aula. Ela diz que sempre gostou de informática, o marido atua na área e juntos trabalharam em uma lan house. Depois de uma graduação e um curso técnico, Sinthia tem um sonho: "quero ser uma profissional disputada". No Iesb, até sexta-feira (6), das 4.480 vagas ofertadas no Sisutec, mil ainda estavam disponíveis.

Para ajudar quem tem vontade de participar do programa, mas não sabe qual curso escolher, o Ministério da Educação elaborou o Catálogo Nacional de Cursos Técnicos, que contém informações sobre cada curso, habilidades exigidas do candidato, atividades e número de horas da formação, entre outros dados.

Depois de decidir e verificar a oferta, o candidato deverá apresentar a seguinte documentação na hora de se inscrever: o certificado de conclusão e o histórico escolar do ensino médio, a certidão de nascimento ou casamento, carteira de identidade ou de Trabalho, o Cadastro de Pessoa Física (CPF), uma foto 3x4 recente, o título de eleitor e comprovante de votação e o comprovante de residência.

A primeira edição do Sisutec ofereceu 239.792 vagas em instituições da rede pública, privada e do Sistema S. Os cursos têm de um a dois anos de duração, com carga horária entre 800 e 1.200 horas-aula. Ao todo, foram 383.080 inscritos no Sisutec.

Fonte: Correio Braziliense