Patrimônio Histórico e Artístico encerra prazo para 163 vagas

Contratação será por tempo determinado. Todas as vagas são de nível superior.

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) encerra nesta quinta-feira (12) as inscrições do processo seletivo simplificado para 163 vagas por tempo determinado para atender à necessidade temporária de excepcional interesse público. Todas as vagas são de nível superior, para o exercício de atividades técnicas especializadas. Os salários são de R$ 6.130 e R$ 8.300. As vagas são para todo o país.

No site do Iades, é possível ver o edital.

São 31 vagas para atividades técnicas de complexidade intelectual (graduação em qualquer área e experiência de 3 anos na área de logística, convênios e contratos do setor público), 80 vagas para atividades técnicas de complexidade gerencial e de engenharia sênior (graduação em arqueologia ou pós-graduação stricto-sensu em arqueologia ou com área de concentração em arqueologia reconhecida pela Capes, e experiência de 5 anos ou titulação de mestre ou doutor nessa área) e 52 vagas para atividades técnicas de complexidade gerencial e de engenharia sênior (graduação em arquitetura ou engenharia civil, e experiência de 5 anos ou titulação de mestre ou doutor nessas áreas).

As inscrições deverão ser feitas exclusivamente pelo site http://www.iades.com.br até 12 de dezembro. A taxa de inscrição é de R$ 70 para as áreas de atuação de nível superior nas áreas de logística, convênios e contratos e de R$ 66 para as áreas de atuação de nível superior nas áreas de arqueologia, arquitetura ou engenharia civil.

O processo seletivo simplificado será realizado em uma etapa composta por duas fases: prova objetiva e avaliação curricular. As provas serão aplicadas nas capitais das 27 unidades da Federação.

A aplicação das provas está prevista para o dia 12 de janeiro de 2014, com duração de 4 horas.

Os profissionais serão contratados devido ao aumento transitório do volume de trabalho em função das ações demandadas pelo Programa de Aceleração do Crescimento - PAC e pelo PAC Cidades Históricas.

O prazo de duração dos contratos deverá ser de até 1 ano, com possibilidade de prorrogação até o limite máximo de 5 anos, desde que a prorrogação seja devidamente justificada pelo Iphan. Decorrido o período de cinco anos a partir da divulgação do resultado final do processo seletivo, não mais poderão viger os contratos firmados com base na autorização da portaria.

Fonte: G1