Irregularidades levam candidatos da Eletrobrás/PI à delegacia

Irregularidades levam candidatos da Eletrobrás/PI à delegacia

Os candidatos alegam que os fiscais de prova chegaram às salas com uma hora de atraso e que as caixas dos exames estavam abertas.

Cerca de 200 candidatos ao concurso da Companhia Energética do Piauí (Cepisa), da Eletrobrás, foram ao 6º distrito de Piçarra, em Teresina/PI, neste último domingo (10/11), para registrar boletim de ocorrência contra a aplicação das provas objetivas. Os candidatos alegam que os fiscais de prova chegaram às salas com uma hora de atraso e que as caixas dos exames estavam abertas. A ocorrência, no entanto, não foi registrada na delegacia, pois, segundo a delegada Ana Kátia Victor Esteves, as denúncias não configuram crime.

A equipe do CorreioWeb contatou o Ministério Público do Piauí (MPPI) e a Superintendência Regional da Polícia Federal (PF) no estado para comentar o assunto, mas ambos adiantaram que os concurseiros não procuraram os respectivos órgãos para prestar denúncias. No entanto, o MPPI e a PF relatam ter conhecimento do ocorrido.

Via telefone e e-mail a reportagem buscou a Empresa Paranaense de Licitações (EPL Concursos), banca organizadora, mas até o fechamento desta matéria não obteve retorno.

No concurso, as carreiras em disputa para os candidatos são de administrador, analista de sistemas, contador, advogado, engenheiro (segurança do trabalho e eletricista), médico do trabalho, arquivista, técnico em eletrotécnica, técnico em segurança do trabalho, assistente administrativo e eletricista. Os salários variam de R$ 1.809,19 a R$ 5.763. Além de provas objetivas, os candidatos ao posto de eletricista passarão por teste de aptidão.

Fonte: Correio Web