Concursados da Polícia se manifestam por nomeações

Concursados da Polícia se manifestam por nomeações

É necessário um mínimo de efetivo para garantir a segurança da população, e isso não está sendo cumprido, disse Ronaldo Martins

Escrivães e agentes, aprovados no último concurso público da Polícia Civil, buscam o direito de ser convocados, a partir da criação de um decreto presidencial aprovado no dia 16 de maio de 2014, que trata da aposentadoria compulsória de policiais civis aos 65 anos.

"A nossa situação é muito difícil! É necessário um mínimo de efetivo para garantir a segurança da população, e isso não está sendo cumprido. O nosso pedido é que o estado faça esse levantamento e identifiquem quem esteja pronto para ser aposentada e faça a nomeação de quem já está pronto para assumir?, afirmou o concursado Ronaldo Martins.

Para Fernanda, também aprovada em concurso público, é necessário que a nomeação aconteça de forma automática. ?Com isso, a gente está de braços fortes para poder lutar no Palácio de Karnak. Eu quero dizer ao governador que a gente só vai sair de lá quando tiver uma resposta de nomeação. A gente faz uma academia, se forma e depois de cinco anos se preparando não deve ficar se humilhando desta forma. A nomeação deveria ser automática?.

Os concursados fizeram o apelo ao governo do Estado durante o programa Agora, da Rede Meio Norte, nesta terça-feira, 27.

Fonte: Denison Duarte