MDA anula contrato feito com uma Fundação e contrata nova banca

MDA anula contrato feito com uma Fundação e contrata nova banca

O ministério informou que a anulação foi em razão do não cumprimento do objeto contratual

O Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) decidiu rescindir o contrato com a Fundação Universa, que organizava a seleção pública com 150 vagas temporárias. De acordo com a pasta, agora, a Fundação Professor Carlos Augusto Bittencourt (Funcab) passa a ser a banca realizadora do processo seletivo. Ainda segundo o ministério, não haverá devolução de taxa de inscrição e as provas, inicialmente marcadas para fevereiro deste ano e adiadas indefinidamente, serão aplicadas para os 6.829 candidatos inscritos, provavelmente, em maio.

O ministério informou que a anulação foi em razão do não cumprimento do objeto contratual por parte da empresa contratada para executar o certame. No começo deste mês, o CorreioWeb já havia informado que Fundação Universa estava com dificuldades em realizar a seleção com o valor arrecado com as taxas de inscrição dos candidatos. Ainda segundo o órgão, nos próximos dias será publicado o edital de retificação do processo seletivo.

O concurso

Do total de chances, 40 são de nível médio e 110 para superior. Os salários são de R$ 1,7 mil a R$ 8,3 mil. Os aprovados deverão ser lotados em Brasília, Amazonas, Pará, Tocantins, Acre, Amapá, Mato Grosso, Maranhão, Rondônia e Roraima. Os contratos terão duração de um ano, com possibilidade de prorrogação até o limite máximo de cinco anos.

Fonte: CorreioWeb