MEC define distribuição de bolsas remanescentes do ProUni

Instituições de ensino superior seguirão critérios definidos pelo órgã

O Ministério da Educação definiu nesta terça-feira (25), por meio de uma portaria publicada no Diário Oficial da União, o esquema de distribuição das bolsas remanescentes do Programa Universidade para Todos (ProUni).

As instituições de ensino superior terão que seguir dois critérios: o primeiro, de classificação em seus processos seletivos, para as turmas iniciadas no segundo semestre de 2009. Caso as vagas não sejam preenchidas, os alunos de turmas iniciadas antes do segundo semestre deste ano poderão ser escolhidos conforme o desempenho acadêmico.

As bolsas acumulam para o segundo semestre do ano que vem na hipótese de não terem sido preenchidas. Todos os estudantes também deverão atender os critérios normais de seleção do programa. As instituições, caso decidam conceder as bolsas, deverão fazê-lo com todas as que sobraram de todos os cursos e de todos os seus campi. Elas têm até o dia 18 de setembro para emitir os termos de concessão.

Fonte: g1, www.g1.com.br