Novas provas do concurso da Saneago serão aplicadas em janeiro

Exame foi cancelado após denúncia de irregularidade no cartão de respostas.

A Companhia de Saneamento de Goiás (Saneago) divulgou nesta sexta-feira (22) as novas datas para realização do concurso da estatal, cancelado após irregularidades. As provas serão aplicadas em janeiro, sendo no dia 19 para os candidatos dos níveis médio e superior e no dia 26 para o nível fundamental. Não serão aceitas novas inscrições e somente participarão aqueles que fizeram o exame anterior.

O concurso público da Saneago teve mais de 97 mil inscritos. As provas, aplicadas no dia 30 de junho deste ano, foram canceladas por recomendação do Ministério Público de Goiás (MP-GO) após candidatos denunciarem a divergência na quantidade de questões na prova e no cartão de respostas. Uma investigação apontou que o Instituto Brasileiro de Educação e Gestão (Ibeg), responsável pela organização do certame, terceirizou os serviços de impressão das provas.

A estatal chegou a anunciar que faria um novo cronograma, quando o Tribunal de Contas do Estado (TCE), no início de julho, determinou a paralisação do processo seletivo, inclusive a aplicação de novas provas, pela ausência do encaminhamento do edital ao órgão para a fiscalização.

No último dia 31 de outubro, o TCE voltou atrás e revogou a medida cautelar que impedia a aplicação de novos exames e a Saneago foi autorizada a dar andamento no processo seletivo.

Os locais das provas devem ser divulgados no próximo dia 23 de dezembro.

Fiscalização

O concurso será realizado pela mesma empresa organizadora, o Ibeg. A medida foi questionada pelo MP-GO, que recomendou que a estatal repassasse o processo para outra instituição. No entanto, a Saneago optou por manter a empresa, alegando que a mudança geraria prejuízos financeiros e uma demora ainda maior para um novo concurso.

Com isso, a promotora de Justiça Leila Maria de Oliveira informou, nesta sexta-feira (22), que o MP-GO vai acompanhar os exames. ?Ficou determinado que o Ibeg não poderá terceirizar a impressão das provas e dos gabaritos, como foi comprovado anteriormente. Eles devem conferir tudo em um prazo com antecedência, que dê tempo para qualquer correção?, disse.

Ainda segundo a promotora, se for detectada alguma irregularidade, tanto a Saneago quanto o Ibeg serão responsabilizados judicialmente.

Fonte: G1