Planejamento autoriza nomeações para três ministérios e seis órgãos

Para os três, a nomeação está condicionada à existência de vagas e à adequação orçamentária e financeira da nova despesa à Lei Orçamentária Anual

O Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão autorizou nesta quarta-feira (22/1), no Diário Oficial da União, 953 nomeações de aprovados em concursos do Ministério da Fazenda, do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), da Fundação Alexandre Gusmão (Funag), do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), do Ministério da Justiça, da Controladoria-Geral da União (CGU), do Ministério da Cultura, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e do Comando da Aeronáutica (Comaer). Para os três, a nomeação está condicionada à existência de vagas e à adequação orçamentária e financeira da nova despesa à Lei Orçamentária Anual. Segundo as portarias, os provimentos devem ocorrer já a partir deste mês, com exceção do Iphan, Funag e Ibram, que não informam a data.

No Ministério da Fazenda serão nomeados 230 aprovados para o cargo de assistente técnico-administrativo e 160 para o posto de analista de finanças e controle. No Iphan, um analista e um técnico. Na Funag, apenas um agente administrativo será contemplado. No Ibram, dois assistentes técnicos serão nomeados. Já para o Ministério da Justiça, 125 aprovados serão nomeados para os cargos de analista técnico-administrativo, engenheiro, administrador, contador e economista. Na CGU são 40 provimentos para o cargo de analista de finanças e controle.

No Ministério da Cultura foram autorizadas 24 nomeações para técnico de nível superior. Para a Anvisa são 100 novos técnicos em regulação e vigilância sanitária e 28 técnicos administrativos. Por fim, no Comaer serão nomeados 241 aprovados para os cargos de analista junior, tecnologista junior, tecnologista pleno, pesquisador assistente, assistente em C&T e técnico.

As publicações podem ser conferidas no DOU, seção 1, da página 66 a 68.

Fonte: CorreioWeb