"Por suspeita de fraudes" concurso da Sejus é suspenso

Nucepe divulgou nota anunciando suspensão do certame

Uma nota divulgada pela Nucepe, responsável pela organização do concurso para agentes penitenciários da Secretaria da Justiça do Piauí (Sejus) anunciou que o certame foi suspenso.

De acordo com a instituição, o motivo da suspensão é uma "suposta fraude", ocorrido durante a realização das provas objetivas.

A lista de classificação do concurso público, de acordo com o cronograme do Edital, sairia nesta quarta-feira (5).

O Ministério Público do Piauí já havia recomendado a Secretaria de Justiça e ao Nucepe que o concurso, que foi realizado em 18 de setembro, fosse anulado devido fraudes comprovadas, conforme divulgação do Grupo de Repressão ao Crime Organizado-GRECO/PI e ainda que a taxa de inscrição fosse devolvida para os candidatos.

Ao todo, 7.832 pessoas se inscreveram no concurso concorrendo à classificação nas 400 vagas disponibilizadas pelo concurso da Secretaria de Justiça do Piauí - 7.700 na ampla concorrência, disputando 360 vagas; e 132 disputando 40 vagas para pessoas com deficiência.

Outro ocorrido durante a relizaçào do concurso foi que a Greco prendeu quatro pessoas acusadas de tentar fraudar o concurso. Foram presos o advogado Evilásio Rodrigues de Oliveira Cortez, Rayssa Kelly Alexandre de Carvalho, Joanderson Almeida dos Santos e Márcio Morais Rodrigues.

O Advogado Evilásio foi flagrado com gabarito no local de aplicação das provas. Ele estava com Rayssa Kelly. Os dois já haviam sido presos durante a Operação Veritas, por tentar fraudar o concurso do Tribunal de Justiça do Piauí realizado em 20 de dezembro de 2015.


 Nota publicada no site da Nucepe



Fonte: Portal MN