Presidente Dilma quer acabar com a carteira de trabalho de papel

Hoje, a carteira de trabalho é um documento em papel, onde constam informações básicas sobre o trabalhador.

O governo federal quer substituir a carteira de trabalho tradicional no ano que vem. Segundo informações do Ministério do Trabalho e Emprego, o documento deverá ser substituído por um cartão eletrônico.


Presidente Dilma quer acabar com a carteira de trabalho de papel

O cartão será chamado de EFD Social (Escrituração Fiscal Digital Social) e permitirá que os trabalhadores consultem informações sobre o pagamento de verbas trabalhistas como a contribuição ao INSS, o depósito do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) e o desconto do IR (Imposto de Renda).

Hoje, a carteira de trabalho é um documento em papel, onde constam informações básicas sobre o trabalhador, como o número do PIS (Programa de Integração Social) e o registro de trabalho nas empresas, além de, em alguns casos, as mudanças salariais.

Por ter essa limitação, não é possível saber, por exemplo, se o patrão está depositando o FGTS.

Fonte: Agora São Paulo