PRF divulga o seu resultado de provas objetivas de concurso para 216 vagas

Seleção chegou a ser suspensa após problemas na aplicação do exame

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou o resultado das provas objetivas do concurso para 216 vagas de agente administrativo - nível médio.

Para consultar a nota da prova objetiva os candidatos devem informar número do CPF e senha.

A PRF também convocou os candidatos aprovados na prova objetiva declarados como pessoa com deficiência para se submeterem à perícia médica oficial e os candidatos aprovados na prova objetiva para entrega da documentação da investigação social.

O candidato convocado para a investigação social e/ou funcional deverá preencher a FIP e

enviá-la eletronicamente por meio do endereço www.funcab.org, no período informado no cronograma previsto.

As respostas aos recursos contra o gabarito preliminar da prova objetiva e o gabarito final oficial estarão disponíveis no site www.funcab.org na data prevista de 26 de junho. O resultado preliminar da investigação social e da perícia médica está previsto para 30 de junho.

Concurso

Foram 216 vagas para agente administrativo (nível médio), com salário de R$ 2.043,17. Do total das oportunidades, 5% são reservadas para pessoas com deficiência. Ao todo, 259.136 candidatos se inscreveram, concorrência média de 1.199 pessoas por vaga.

O concurso chegou a ser suspenso após problemas durante a aplicação das provas objetivas, em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul,quando 415 candidatos de um dos blocos do colégio Dom Bosco, em Campo Grande, não receberam os cadernos de provas na data de aplicação, dia 25 de maio.

A Funcab prestarou esclarecimentos ao Ministério Público Federal de Campo

Grande e ao Departamento da Polícia Rodoviária Federal (PRF) sobre a aplicação da prova, firmou um termo de ajustamento de conduta (TAC) e o exame foi reaplicado, somente para os candidatos prejudicados, em 22 de junho.

A jornada de trabalho é de 40 horas semanais. As oportunidades são para Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Bahia, Pernambuco, Espírito Santo, Alagoas, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará, Piauí, Maranhão, Pará, Sergipe, Distrito Federal, Tocantins, Amazonas, Amapá e Roraima.

A validade do concurso será de 2 anos, podendo ser prorrogado uma vez pelo mesmo período.

Fonte: G1