Promotora pede imediata suspensão do concurso público de Picos

Na nota a promotora cita as denuncias recebidas

Tendo por base as inúmeras denúncias de irregularidades acerca do concurso municipal de Picos, recebidas no Ministério Público, a Promotora de Justiça, Dra. Micheline Ramalho Serejo Silva, expediu na tarde desta quinta-feira (18) o pedido de suspensão imediata do certame.

Na nota, a promotora cita as denúncias recebidas, além da violação dos princípios legais e constitucionais referentes à instituição vencedora para a realização do concurso público.

A Prefeitura Municipal de Picos, através do Instituto Machado de Assis, lançou no dia 12 de maio de 2015 o edital para preenchimento de 570 vagas para cargos desde o ensino fundamental incompleto até o superior.

As inscrições tiveram início no dia 13 de maio e prosseguiram até o dia 12 de junho. Os valores variaram entre R$ 40,00 e R$ 100,00, dependendo do cargo concorrido.

Veja a nota:

Tendo em Vista as inúmeras denúncias sobre irregularidades no concurso público da Prefeitura Municipal de Picos, que está em trâmite, recebidas por este órgão, bem como, violação dos princípios legais e constitucionais, no que se refere à contratação da instituição vencedora da licitação para a realização do certame, o Ministério Público, com base no Inquérito Civil instaurado nessa promotoria de Justiça, resolve Recomendar ao Prefeito Municipal de Picos a imediata suspensão do concurso público aberto pelo edital nº 001/2015 retificado pelo edital nº 002/2015 e publicado no Diário Oficial dos Municípios.

Fonte: Grande Picos