Saiba como não perder o foco na preparação para fazer concursos

Saiba como não perder o foco na preparação para fazer concursos

Especialista fala sobre disciplinas que caem em várias seleções

Lia Salgado responde sobre como manter o foco em uma área de atuação durante a preparação para concursos públicos.

A especialista também fala se vale a pena se preparar para mais de um concurso ao mesmo tempo.

Tempo para estudo

"Quero fazer um concurso que só tem 4 vagas para o meu estado, mas como trabalho bastante estudei pouco. O edital está previsto para sair até março e gostaria de saber se ainda dá tempo de estudar tendo em vista que a apostila tem mais de 300 páginas?", questiona a internauta Rejane Ferreira.

Lia lembra que previsão de edital não é garantia de publicação, já que o edital pode sair antes ou depois do prazo. Segundo ela, a internauta ainda terá mais ou menos dois meses de estudo até a prova e que é possível se preparar.

"Eu sempre acho que vale a pena estudar, porque a gente não deve desistir das oportunidades antes de tentar, ainda mais se é um concurso do seu interesse", afirma.

A especialista indica que a internauta tente organizar sua rotina para descobrir o número de horas disponíveis para estudo. "Seria interessante dividir o tempo pelo número de matérias, para que seja possível estudar um pouco de cada matéria toda semana pode ser uma a cada dia", completa.

Quando o edital sair, os candidatos podem ver quais as disciplinas têm mais pontuação e focar o estudo nelas, ao invés de matérias que têm pontuação menor. Também é importante verificar qual instituição vai elaborar a prova e a partir daí buscar na internet provas de concursos anteriores com a mesma banca, que tenham as mesmas matérias. Resolver questões antigas (provas a partir de 2011) ajuda a conhecer o estilo de questões.

"Se você não for aprovada, sugiro que você escolha uma área de concursos e continue a estudar, pelas matérias básicas, para poder fazer uma preparação de qualidade antes do próximo concurso", diz Lia.

Tecnologia da informação

O internauta Valter Henrique está focando em concursos da área de tecnologia da informação, com salários acima de R$ 7 mil. O objetivo final são as vagas no Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico (BNDES), Tribunal de Contas da União, Controladoria-Geral da União e Banco Central. "Por hora, estou prestando outros concursos para me acostumar com o ritmo e as provas, estou fazendo certo ou devo focar os estudos nesses concursos?"

A colunista lembra que todos os concursos possuem disciplinas específicas e ela teme que o internauta gaste tempo estudando matérias que não fazem parte do seu objetivo, em vez de adiantar e sedimentar as que são importantes para os seus concursos. "Com isso, quando sair um dos editais que realmente interessam, você pode não estar tão bem preparado", acrescenta.

Lia sugere que o internauta utilize uma semana para estudar as disciplinas específicas da área de tecnologia da informação e outra semana para as matérias mais comuns nesses concursos, como português, direito constitucional e direito administrativo.

"Dessa forma, o internauta foca no que realmente quer, se prepara e se qualifica ao invés de ficar atirando para todos os lados", diz a especialista.

Foco

"Um dos meu objetivos é prestar muitos concursos, porém como trabalho muito, tenho pouco tempo para estudar, qual seria a melhor forma para a solução deste problema?", pergunta o internauta Neto Alves

"Fico preocupada quando você diz que quer prestar muitos concursos, porque me assusta que você fazer concursos muitos diferente e isso é uma boa forma de não ser aprovado", alerta Lia.

Segundo a colunista, o internauta deve escolher uma área de concursos e ver quais são as matérias que caem em quase todas as seleções para só então começar a estudar.

Por exemplo, neste ano existe uma grande previsão de vagas na área administrativa, que abrangem as disciplinas de português, direito constitucional, direito administrativo, raciocínio lógico e informática.

Mesmo que o internauta tenha pouco tempo para estudar, ele pode distribuir as matérias durante a semana e avançar aos poucos em cada uma das matérias.

"Com essa estratégia, o candidato vai aprendendo e sedimentando os novos conhecimentos e quando menos esperar, estará em boas condições para obter a aprovação", completa.

Fonte: G1