Senado lança edital de concurso para 246 vagas e salários vão até R$ 23,8 mil; confira!

Senado lança edital de concurso para 246 vagas e salários vão até R$ 23,8 mil; confira!

As inscrições podem ser feitas entre 26 de dezembro e 5 de fevereiro de 2012.

O Senado lançou o edital de concursos para o preenchimento de 246 vagas com salários que variam entre R$ 13,8 mil e R$ 23,8 mil. Os editais foram publicados no Diário Oficial da União desta sexta-feira. As vagas são destinadas para pessoas com nível médio, técnico e superior. As inscrições podem ser feitas entre 26 de dezembro e 5 de fevereiro de 2012.

Entre as vagas, nove são para o cargo de consultor legislativo, que exige nível superior. A carga horária é de 40 horas semanais e o salário é de R$ 23.826,57. As inscrições custam R$ 200 e o processo será composto por três etapas, sendo a primeira prova realizada no dia 11 de março de 2012.

Já as vagas de analista legislativo também exigem nível superior. São 133 vagas com carga horária semanal de 40 horas e um salário de R$ 18.440,64. O valor da inscrição é de R$ 190 com o processo seletivo sendo composto por três etapas, a primeira delas realizada no dia 11 de março de 2012. O resultado deve sair no dia 5 de junho.

Para os níveis médio e técnico são destinadas 79 vagas para o cargo de técnico legislativo e outras 25 vagas para a função de polícia do Senado. Para o cargo de técnico são 40 horas semanais de trabalho, com exigência para formação em eletrônica, enfermagem e saúde bucal, com salário de R$ 13.833,64. Já o cargo de polícia do Senado exige carteira de habilitação B. O salário é de R$ 13,833,64 para 40 horas semanais de trabalho. As inscrições para os dois cargos custam R$ 180 e a primeira avaliação será realizada no dia 11 de março de 2012.

As inscrições devem ser feitas exclusivamente por meio da internet, pelo site da Fundação Getúlio Vargas (http://www.fgv.br/fgvprojetos/concursos/senado11/). É necessário ser maior de 18 anos, estar em dia com a Justiça Eleitoral e não estar cumprindo sanção por inidoneidade aplicada por órgãos públicos. 5% das vagas são reservadas para pessoas portadoras de deficiência.

Fonte: Terra