Tem poucas horas ou só a noite para estudar para concursos? Veja dicas

Especialista também fala sobre estudo para quem trabalha à noite

Os candidatos vão estudar por um longo período e precisam se programar corretamente. "Se deixar de dormir, por exemplo, você vai suportar poucos dias e, mesmo assim, o estudo será de péssima qualidade e o aprendizado também."

O internauta Anderson Resende tem apenas duas horas por dia para estudar e quer saber se mesmo assim é possível passar em um concurso público. "Como devo selecionar e preparar as matérias neste tempo?", questiona.

"O bacana dos concursos é que você pode se preparar de acordo com a sua realidade. O importante é a qualidade e a continuidade dos estudos", afirma Lia.

A especialista indica a distribuição das disciplinas ao longo da semana. Assim, o internauta poderia estudar cinco disciplinas, sendo uma em cada dia. Caso, ele tenha uma disciplina a menos, pode colocar a quele tem mais dificuldade em mais um dia.

Mas, se o candidato tiver mais de cinco disciplinas, o ideal é distribuir os conteúdos na quinzena. Dessa forma, ele poderá repetir as que precisam de reforço nas duas semanas.

"E lembre de colocar as piores matérias nos melhores dias da semana, para você estar mais motivado", completa.

Estudo para quem trabalha à noite

"Qual o melhor plano de estudo para quem trabalha à noite, por exemplo, que trabalha uma noite e folga uma. Compensa estudar com sono durante o dia e dormir à noite, ou dormir de dia e estudar descansado?", pergunta o internauta Henrique Cachoeira.

A especialista ressalta que estudar cansado não é a melhor opção, pois o trabalho não vai render.


Tem poucas horas ou só a noite para estudar para concursos? Veja dicas

De acordo com o cronograma de Lia, quando o internauta chegar do trabalho de manhã, ele deve descansar o tempo que for necessário e estudo apenas à noite, das 19h às 22h15, com intervalo de 15 minutos no meio do período.

No dia seguinte, em que ele só vai trabalhar a partir das 19h, ela indica o estudo das 9h às 12h15 e depois mais um turno, das 14h às 17h15, sempre com uma pausa de 15 minutos no meio do período.

A especialista indica que o internauta deixe um dia do fim de semana livre e que ele descanse depois que chegar do trabalho. Além disso, ele deve folgar em um dia e estudar no outro.

"Com isso, você vai estudar em torno de 30 horas por semana com qualidade e equilíbrio. E ainda tem uma folguinha no fim de semana para relaxar", completa Lia.

Estudo, trabalho e aulas

A internauta Natália Anjos trabalha 10 horas por dia e ainda tem aulas de terça-feira a sexta-feira, das 19h às 22h40 e quer dicas para passar em um concurso público federal. "Me sinto desmotivada diante dessa rotina", diz.

"Se estiver buscando um cargo de nível superior, que costuma ter cobrança mais profunda, talvez fosse melhor repensar se não seria melhor concluir a faculdade para poder estudar com calma ou, se estiver no início, trancar a faculdade, fazer concurso para cargo de nível médio para ter mais qualidade de vida, e poder retomar a faculdade", afirma.

Mas, se a internauta pretende estudar mesmo assim, a sugestão é que ela estude na segunda-feira, das 19h às 22h, no sábado à tarde e no domingo pela mahã. O cronograma deve ter somente três disciplinas, como português, direito constitucional e direito administrativo, que são cobradas em quase todos os concursos. A rotina deve ser mantida até chegar na etapa de revisão e provas anteriores, quando será possível reduzir o tempo e incluir novas disciplinas. No caso de seis matérias, devem ser incluídas três a cada semana.

Nos feriados, férias na faculdade e férias no trabalho, Lia indica que a internauta aproveite para fazer uma programação com mais horas de estudo e de descanso. "Mas essa é uma programação de alto risco, porque você fica no limite da exaustão. Fique atenta. E reserve um tempinho no fim de semana para recarregar as baterias", completa a especialista.

Fonte: G1